domingo, 3 de julho de 2016

Princípios de uma Bruxa!



Estes são os Princípios Fundamentais da Bruxa, onde Saber, Querer, Ousar e Calar associados ao bom senso, formam os quatro poderes para o potencial da magia. Quando você compreender o significado dos quatro e utilizar a junção deles, ai sim terá o “Poder” em suas mãos!


Leia, decore e pratique:

Saber
Saber é conhecer a si próprio antes de tudo
Saber o que você quer e deve fazer
Saber amar
Saber fazer o bem
Saber o que é certo para agir com honestidade e justiça

Querer
Querer é acreditar em si mesmo
Querer é desejar sem medos
Querer é ter a coragem de desejar e de lutar por seus desejos
Querer é acreditar na abundância do universo
Querer é não ter medo de viver

Ousar
Ousar é ter coragem para mudar as circunstâncias
Ousar é não ter medo
Ousar é não ser hipócrita
Ousar é ter responsabilidade por todos os seus atos e pensamentos
Ousar é escolher e ser justo consigo mesmo nesta escolha

Calar
Calar é aprender a manter a boca fechada antes de agir
Calar é aprender a manter a boca fechada enquanto está esperando os resultados
Calar é aprender a manter a boca fechada depois da ação
Calar é proteger sua fé e convicções
Calar é respeitar os desejos alheios


Selma - 3fasesdalua



DICAS - USO PARA AS ERVAS



Banho de Ervas para Limpeza

1 punhado de manjericão
1 punhado de arruda
1 punhado de alecrim


Ferva 1 litro de água, acrescente as ervas e abafe por 10 minutos, coe e após seu banho higiênico jogue este banho do pescoço pra baixo, mentalizando que todas as impurezas sejam retiradas de você


DICA PARA LIMPEZA DE AMBIENTE

Em um copo de vidro, coloque 3 punhados de sal grosso, um pedaço de carvão (aquele de fazer churrasco) e água até a metade. 

Esses elementos (sal grosso e carvão) funcionarão para puxar e dissolver as energias negativas do ambiente (e das pessoas que ali residem ou transitam).

O copo pode ser colocado na entrada da casa ou do comércio, debaixo da cama. 

Enfim, onde houver maior fluxo de gente e onde precisar ser limpo.

Quando houver alteração na água, por exemplo, a beirada do copo ficar esbranquiçada ou o carvão afundar, está na hora de jogar fora e fazer outro.

A água deve ser jogada no vaso sanitário e dar descarga. O carvão deve ser jogado fora, de preferência onde tiver terra, assim voltará à natureza e será reprocessado.



Pedra Ametista

Esta ligado diretamente com a mente e o processo de meditação. 


É conhecida como a pedra da alma, traz tranquilidade, solta as mágoas guardadas, raivas, ódios, desenvolve doçura, trabalha o perdão. 

Acalma e suaviza a mente, aumentando a memória e a motivação. 

Bom para crianças hiperativas. Trabalha diabetes. 

Ajuda no combate à insônia e enxaqueca.




Cristal de Quartzo Branco

Pode ser utilizado para todos os fins, por emitir a luz branca que contem todas as cores. 


São ideais para meditação. Equilibra as energias, trazendo foco e direção na vida.
Proporciona equilíbrio emocional, físico e mental. 

Repele a negatividade. 

A pura luz branca emitida através dele é regeneradora e energizante. 

É o cristal da sabedoria, do misticismo e da clarividência.


Selma - 3fasesdalua


A Lenda das Coroas Mágicas


Conta da lenda , que Afrodite , a cada mudança de estação, convidava suas amigas deusas para uma festa em seu jardim particular no Olimpo. Vinham não só as deusas gregas, mas todas as outras deusas do mundo, as Celtas, as Egípcias, as Nórdicas, as Chinesas,as Indianas , e outras. 

Enquanto elas conversavam e saboreavam as frutas do jardim, as fadinhas faziam coroas e tiaras de flores mágicas para as deusas usarem. As coroas tinham o poder de deixa-las ainda mais belas. Uma vez, uma das fadinhas, se compadeceu de uma mortal que estava muito triste, se achando feia e sem graça, então a fada a presenteou com uma coroa mágica. 

Ao receber o presente, a mulher se olhou nas águas de um riacho e viu o seu reflexo. Estava linda, ali estava a face da deusa.

Ao saber disso, Afrodite ficou furiosa . Ia punir a fada, mas pensou melhor quando viu a felicidade da mortal. Desde então , cada mulher que usa uma coroa de flores presta uma homenagem a deusa que vive dentro dela.


Autora: Maite Lopes





ASSIM SOMOS NÓS BRUXAS DA BRUXARIA TRADICIONAL


"O Senhor Chifrudo disse um dia que a feitiçaria é uma espada sem cabo. Não há maneira segura de pegar nela." Tormenta de Espadas - George R. R. Martin.


Pertenço a uma Religião, que tem em sua doutrina transmitir que a Magia é energia, nós Bruxas da Bruxaria Tradicional compreendemos que NÃO existe Magia Negra ou Magia Branca, pois a mesma energia que você utiliza para fazer algo bom e construtivo é a que você utiliza para fazer algo ruim e destrutivo, tudo depende da Intenção e da forma como é analisada a ação gerada, pois a mesma água que tira a cede pode matar afogado.

Nós Bruxas da Bruxaria Tradicional acreditamos que toda crença é respeitável, quando sincera e a sua prática focada e direcionada totalmente para o bem. Condenável são as crenças que conduzam para mal seja ela qual for, pois a intolerância e o fanatismo é o analfabetismo da alma.

Dentro da minha religião através das antigas Anciãs que é responsável pelos ensinamentos, aprendemos que a magia é simplesmente o equilíbrio do universo ao qual move cada Bruxa. A qualidade de boa ou má está na particularidade de cada ser humano, de cada vivente, de cada pessoa que percorre esta esfera evolutiva.



Aprendemos na Bruxaria Tradicional que as sementes do futuro já existem dentro de nós, por isto temos sempre que cuidar, adubar para que cresça uma boa flor, pois temos a sabedoria de que tão perigosa quanto a inveja é a capacidade de o ser humano achar que chegou ao topo, pois quando ele acha que pode tudo, começa o fim, mas o que é importante dizer é que todo mundo que trabalha com magia sabe que existe a lei do retorno - ou seja, tudo o que fazemos volta para nós. Se alguém quiser prejudicar outra pessoa, certamente arcará com as consequências.

As Bruxas sabem que tem o seu caminho, Ela sabe que é a ordem natural das coisas, pois Ela é o caminho da natureza que se move em todas as coisas.

Seja a bruxa que você nasceu para ser: Mágica, feliz, selvagem e livre, pois quantas vezes pudermos nascer, nasceremos Bruxas. Pois já não é uma questão de escolha, é a natureza da alma, pois quando você passa a observar a natureza, prestar atenção em seus ciclos, aprende muita coisa sobre si mesmo ao identificar repetições e padrões no dia-a-dia.

Ser Bruxa da Bruxaria Tradicional é uma dádiva, temos o poder de sermos muitas, e depois voltamos a ser uma unidade, vamos ao encontro do nosso Eu interior para nos reencontrarmos, nos equilibrarmos com os quatro elementos da natureza, água, fogo, terra e o ar.



Nós, as Bruxas da Bruxaria Tradicional, temos a responsabilidade de conduzir as pessoas a um caminho melhor, respeitando o livre arbítrio.

Bruxa significa transformação...

Magia e arte e ciência que ensina a gente a tirar a força existente em nós e manejá-la em prol de uma vida mais plena, exige estudos preparos e principalmente que criamos condições através de nossas ações, nada acontece por um acaso...

Eu não me importo se as suas crenças forem diferentes das minhas se o nosso coração comungar de uma única fé, a fé no amor, pois esta é maior Magia de todas.


Selma – 3fasesdalua


domingo, 5 de junho de 2016

PROMESSA DA DEUSA



"Não te preocupes com a noite fria,

com as sombras no escuro, 

com as vozes que ecoam no ar e 

perturbam teu sono... 

Não te preocupes com o chão escaldante que tens que pisar, 

nem com o relâmpago que corta os céus 

estrondoso e impaciente… 

Estarei aí contigo, 

te cobrindo com meu véu de luzes 

e enviarei minhas criaturas amadas 

para sustentar teu fôlego, 

para te enveredar pelo caminho certo. 

Criança minha, confia nas minhas promessas, 

eu jamais deixo de cumpri-las 

a uma das minhas mais amadas que me servem… 

Eu sou tua mãe, tua amiga, tua conselheira… 

Olha para o céu à noite 

e verás meu semblante no espelho prateado da lua… 

Assim seja, e assim é!"


SELMA - 3FASESDALUA



UMA MULHER


A Mulher para atingir a sua plenitude precisa ser livre;
Livre de certezas, padrões e posturas.
Ela precisa abandonar seus estereótipos do padrão que foi criado lhe dizendo o que é bom, para poder rasgar-se e encontrar o que ela acredita... ser bom para si.
A Mulher encontra a sua essência quando ela permite sentir vazia de si e dos outros. Quando ela já tem a certeza que nada sabe do que lhe foi dito até o presente momento e parte em busca de encontrar a sua verdade - Aquela regida pelo seu coração.
Não existe padrão para mulher, não existe postura correta.
A única verdade Universal... É que ela é LIVRE e a sua natureza não deve ser reprendida ou pré-julgada.

Ela precisa sentir o que lhe da prazer e o que lhe satisfaz, e para conhecer é necessário vivenciar. Entregar-se para o seu íntimo, para o seu mundo, para o seu desconhecido.
Vicência suas dores, amores, emoções - a sua intensidade.
O cheiro da terra, o gosto da chuva, a suavidade do toque e o prazer do que lhe da vontade
Ausenta-se da sua alma toda mulher que tem medo de si
A mulher assim como a Floresta é Mistério e Vida.

Ao entrar não saberá o que encontrará... Nas brumas se escondem planície de realezas, embaixo das folhas as raízes e tantos outros mistérios. Diversidades sem fim, barulhos e cantos
A beleza multiplicada em tantas faces, assim é a mulher. Com sua claridade e escuridão.
Como a Floresta que nos da vida, a mulher nos traz a vida.
É corpo que acolhe, dela o sustento e o alimento.
Quando ela consegue acessar essa partícula e sentir a Mãe Terra em seu ser e ela no Ventre da Mãe Terra, rasga-se o véu da ilusão e acessa a sua liberdade.

A sua liberdade lhe chega quando ela sai do sentimento que foi colocado em seu inconsciente da fruta proibida do Jardim do Éden para a fruta do Amor da Mãe Terra
A Mulher acessa o Divino que habita em seu ser quando ela acessa a sua liberdade.
E a liberdade da Mulher encontra-se no Respeito que ela mesma tem por si. Enquanto ela ainda se colocar como a fruta de desejo do outro, ela continuará a ser massacrada por uma sociedade machista que a coloca como servidora.

E ela não está aqui para ser o que o outro deseja e sim para ser o que a sua alma é. E por ser reprimida, ela perdeu-se do seu natural e escondeu no seu submundo a beleza do que é ser mulher, anulando-se e colocando-se em um papel aonde por sentir-se inferior enjaula a sua alma por medo de como a sociedade julgará, e com isso agrega a sua história de vida situações e pessoas que a machucam, marcando assim as feridas de uma alma ferina presa por medo de ser livre
A Mulher é bicho solto, é fêmea, é leveza, é dança, é LIBERDADE!

FONTE: Caroline Lenne



QUANDO EU ME FIZ FRUTO


" A sombra da lua fui concebida rapaz e rapariga ...
mas quando nasci foi sacrificado Adão, 
foi imolado aos vendedores da noite. 
Minha mãe baptizou-me nas águas do mistério 
para encher o vazio da minha outra essência, 
colocou-me à beira de todos os abismos 
e entregou-me ao estrondo das perguntas. 
Dedicou-me à Eva das vertigens 
e amassou-me em luz e trevas 
para que me tornasse mulher centro e mulher lança 
trespassada e gloriosa 
anjo dos prazeres sem nome. 
Estrangeira cresci e ninguém me colheu o trigo. 
Desenhei a minha vida numa folha branca, 
maçã que nenhuma árvore gerou, 
mas depois rompi-a e saí dela 
em parte vestida de vermelho, em parte branco. 
Não habitei no tempo 
nem estive fora dele 
porque amadureci nas duas florestas. 
Lembrei-me antes de nascer 
que sou uma multidão de corpos 
que dormi longamente 
que longamente vivi 
e quando me tornei fruto 
conheci o que me esperava. 
Pedi aos feiticeiros que cuidassem de mim 
e levaram-me com eles. 
Era 
o meu riso 
terno 
a minha nudez 
azul 
e o meu pecado 
tímido. 
Voava numa pena de pássaro 
e fazia-me travesseiro na hora do delírio. 
Eles cobriram-me o corpo de amuletos 
e untaram-me o coração com o mel da loucura. 
Guardaram os meus tesouros e os ladrões dos meus tesouros 
trouxeram-me silêncios e histórias 
e prepararam-me para viver sem raízes. 
E fui-me embora a partir daí. 
Nas nuvens de cada noite reincarno 
e viajo. 
Só eu me despeço de mim 
só eu me abro a porta. 
O desejo é o meu caminho e a tempestade a bússola. 
Em amor, em nenhum porto lanço ferro. 
Abandono à noite a maior parte de mim mesma 
e reencontro-me apaixonadamente. 
Misturo fluxo e refluxo 
vaga e areia da margem 
abstinência da lua e os seus vícios 
amor 
e morte do amor. 
De dia 
o meu riso pertence aos outros 
e é meu o meu jantar secreto. 
Conhecem-me os que entendem o meu ritmo, 
seguem-me 
mas não me alcançam nunca. " 


FONTE -Molisa

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...