sábado, 14 de março de 2015

AS BRUXAS DE ONTEM E DE SEMPRE


Não somos velhas, nem feias e muito menos com verruga no nariz. Nós Bruxas nunca fomos feias e nem representantes do mal, mas sim, grandes mulheres. Foi a mentalidade machista que reprimiu e distorceu a imagem das Bruxas, assim como, até hoje, somos rotuladas as mulheres que somente usamos nossas habilidades para coisas ruins, nos julgam como feministas feias e mal-amadas. 

Mas nós Bruxas temos consciência do quanto é importante não tentar entender ou julgar os outros pelo seu ponto de vista. Ninguém tem o direito de viver a vida do outro,principalmente fazendo-os enxergar apenas a nossa vida como exemplo,por achar, de forma egoísta, que sabemos exatamente como eles devem viver.

Bruxaria só é algo negativo para quem não possui noção do que realmente se trata. Em sânscrito, bruxa significa "mulher sábia", mas muitos possuem ideias equivocadas a respeito disso.

Sabemos que nenhum conhecimento pode ser declarado conhecimento se não houver ação. Se criarmos barreiras entre o nosso modo de ver e o dos outros,viveremos fechadas e comprimidas em nós mesmo.

A arte da Bruxaria compreende desde a criação aos dias atuais, é algo puro, não se prende a dogmas, não rejeita, não trabalha com regras. Ser bruxa é ser livre.


Ser Bruxa é ser amiga, mãe, irmã, esposa. É saber estender a mão e ouvir. É ser sábia nas horas de sempre e aconselhar quem precisa. É ser alegre no dia a dia, irradiando boas energias para todos ao redor, é aprender com os mais velhos, a Sabedoria dos anciãos.

Conhecer a si mesmo não é se fechar sob a caixa de pandora e exigir que se abra. Entendemos que há coisas que somente podem ser vistas e entendidas pelo ponto de vista do outro.Somente assim poderemos aprender o que o outro escreveu e ensinou.

Por tudo isto, aprendemos que ser Bruxa é absorver a aflição do próximo e devolver-lhe ânimo. É ser instrumento de equilíbrio. É ser mulher que ama e se entrega de coração, doando-se, tornando-se um só ser, dando origem a uma nova vida, repetindo a cerimônia da criação da Deusa e do Deus. Ser Bruxa é cultuar a Natureza e falar a Linguagem universal do Amor, é ser a mulher que conhece os mistérios, que ensina e aprende, que transmite o legado da Origem, dos deuses e de toda criação a seus descendentes.

Todos os dias estou entro em contato com energias sutis. Olhamos ao nosso redor e vemos mais do que matéria. Vemos o íntimo, o Espírito das coisas nas coisas. E trabalhamos com este espírito.Se você olhar a seu redor, verá que tudo se compõe de uma troca de energias entre você e o seu ambiente.

Tudo o que desejamos, gera energia, e essas energias, é o alimento para que consigamos manter acesa a nossa chama vital, o nosso entusiasmo. Somos muitas vezes tomados por desejos muito intensos e são estes desejos que mantêm aceso o impulso vital. Porém, é preciso vigiar, para a não ilusão e deslumbre das conquistas materiais, nesta hora de conquistas, nossa fé deve ser redobrada.


As vezes precisamos perder para ganhar a vida não é construída só de bênçãos, mas sim de desafios também, são através deles que somos merecedores das bênçãos, a cada desafio concluído a cada luta vitoriosa entendemos que estamos evoluindo.....Ferir o inimigo com a mesma arma nem sempre é a postura mais correta se desejas ser diferente faça você mesmo a sua diferença, mostre que veio nesse mundo ..... mostre sempre o seu verdadeiro caráter, se você mudar a si mesmo mudará todos ao seu redor.

Nós Bruxas somos mulheres sábias, que em nome da repressão dos antigos católicos, fomos rotuladas como coisa demoníacas. Muito da tradição, da sabedoria, do domínio da intuição, se perdeu, espalhou-se nas cinzas das fogueiras da matança.

As pessoas tem que entender que a Bruxa está em um nível elevado. Diferente do senso comum, nós possuímos uma essência própria, aprendemos com a observação do tempo e da Natureza. Bruxaria é uma coisa que se vive ao mesmo tempo que se aprende.

Sabemos que assim como a terra acolhe as sementes, transformando-as em plantas no momento certo, precisamos aprender a virtude da paciência pois cada uma de nós temos nossos pensamentos, de canalizar energias e invocar as forças que precisamos, pois acreditamos que somos livres para adorar e se conectar com o divino da forma que nos faz sentir bem.

O caminho da vida é e sempre será o caminho do Mistério. Aprender uma coisa significa entrar em contato com um mundo do qual não se tem a menor ideia, por isto falamos que o aprendiz que você é hoje antevê o mestre que você vai ser. Conhecimento só é poder quando passado para frente. A sabedoria é poder para O OUTRO. Se você é um aprendiz, mas se recusa a ser um mestre, seu aprendizado foi estéril, inútil e provavelmente irreal. Quem aprende DE VERDADE passa o conhecimento para frente


Temos nossos Deuses e nossa forma livre de cultua-los, não importamos as algemas de tradições que muitos se aprisionam e sim somos a transformação dos ciclos do velho para o novo e do início ao fim,e novos ciclos se iniciam nessa combinação de harmonia e fonte de alimentação para nossas almas preparando-nos para novas missões e carmas.

Se toda religião é formada basicamente de fé e misticismo, podemos compreender que religião e ocultismo estão interconectados. Dessa forma, concluímos que ocultismo é o conhecimento secreto das religiões, que pode ser acessível apenas aos membros mais elevados na hierarquia de determinadas ordens.

Somos filhas da Natureza, somos Mães do saber. Guardamos no íntimo a cura para todos os males, possuímos a intuição capaz de prever o perigo. Somos filhas da Água, do Fogo, da Terra e do Ar.
Sabemos que Bruxaria, não é só rituais e feitiços como pensam. É aquilo que se cultua todos os dias, mesmo sem perceber. É como sentir-se parte do todo, é saber entender a razão das coisas e compreender o caminhar do Sol e da Lua céu.


Selma – 3FASESDALUA


Um comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...