sábado, 12 de outubro de 2013

OS DRAGÕES


O vermelho representa toda a esperança quebrada. O cavaleiro representa o herói corrompido pelos males do mundo. O dragão representa a eternidade caótica que reina dentro de todos nós.

Gatts-san



Existem outros caminhos na Magia como os Xamãnismo, os Celtas, Gregos e também as Dragonianas. Este tema sempre foi pouco difundido, dentro dos sincretismos religiosos e pagãos. 

Pesquisadores de diferentes áreas, geólogos, arqueólogos ou teósofos, que defendem a hipótese de uma origem mais recuada para a espécie humana, admitem que pode ter ocorrido um período de transição no qual seres humanos conviveram com sáurios ou grandes répteis.

O estudo da Magia dos Dragões é ainda raro. Poucos grupos e raros estudiosos solitários se dedicam a essa parte esquecida da magia. 



Curiosamente tanto os dragões chineses quanto os da Europa tem um ponto específico em comum, a visão aguçada. Daí surgiu a palavra "dragon" em inglês, que é derivado de "drakon", que em grego significa "ver", "encarar". Desse ponto talvez tenha surgido a confusão de igualar dois seres diferentes por uma única palavra e característica específica, assim "long" tomou-se como tradução "dragão", mesmo sendo seres muito diferentes uns dos outros.

Na Idade Média, período em que o cristianismo começou a se expandir, a figura do Dragão, estava sempre presente no imaginário das pessoas. Neste período, o Dragão simbolizava o pecado e o paganismo. 


Heróis, santos e mártires aparecem em histórias relacionadas a lutas e vitórias sobre estes; chamados de monstros, na época.
Mitos e lendas com dragões, são constantes no Oriente Médio Antigo, simbolizando, nestas culturas, a destruição e o mal.


Na Mesopotâmia, conta-se que havia uma lenda (criada há 2000 a.C) em que o Dragão era chamado de "Tiamat". Este, simbolizava o oceano e comandava as orlas do caos. Sua destruição era uma condição para a sobrevivência das civilizações antigas; pois suas casas e cidades eram feitas de madeira, não conseguiam domesticar e nem impedir que os dragões atacassem seus rebanhos e causa-sem a destruição de suas casas e vilas, com o fogo soltado pelas suas bocas e narinas.

Na mitologia egípcia, "Apohis" era o dragão da escuridão e era expulso do universo todos os dias pelo deus do Sol (Rá), no período da manhã.

Diferentemente dos chineses, os dragões europeus quase sempre possuem asas e possuem "poderes ocultos", como lágrimas que curam feridas, ou corações que se comidos permite que a pessoa se comunique com animais. Diversos contos com as mais diferentes histórias e características são contados há séculos.

Os dragões (long em chinês, yong ou ryong em coreano, e ryu em japonês) são seres que aparecem em histórias do mundo todo, o que nos faz acreditar que eles já realmente existiram. E por isso a China tem fortes influências dos dragões em sua cultura. 


O primeiro dragão foi um dos quatro animais chamados por Pan Ku ( o deus criador) para participar da grande criação do mundo, assim pode-se ver diversas imagens de um dragão em volta do mundo se procurar como essa ao lado. Os dragões não tinha rivais em inteligência e em poder para benção, acredita-se que o próprio criador tinha descendência de dragões e que os comandava. Formado por diversos animais esse dragão já foi representado de diversas formas, entre elas um carrega uma esfera que é o dragão das águas marinhas. 


As bruxas e os dragões não estão tão dissociados assim. Com ressalvas para essas mulheres, onde muitas delas foram julgadas e injustiçadas pela incompreensão do seu jeito de ver o mundo e interagir com ele e a natureza. Bruxas que foram perseguidas por suas práticas de magias.

Bruxas e Dragões são símbolos e referências importantes para a prática da magia e da filosofia mágica . Tudo o que não é compreensível sempre tem o seu lado dogmático, polêmico e obscuro, apesar da névoa do preconceito que sobre cai sobre ambos.


Eu li em algum lugar que “os dragões são místicos, poderosos e sábios, emergem do mistério, desaparecem no mistério...São ferozes, benevolentes, conhecidos por iniciar os humanos nas mais profundas esferas da sabedoria. Os dragões possuem fogo interior - a chama criativa, cintilante,cauterizadora e curativa de um Universo temeroso e encantador. Além disso, o dragão é o animal mais completo que já existiu, pois põe em prática sistematicamente todos os Elementos da Natureza: O Fogo que sai de sua bocarra...A Terra por onde anda...A Água que lhe serve como abrigo...O Ar que lhe permite a liberdade plena.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...