sábado, 10 de novembro de 2012

ARADIA RAINHA DAS BRUXAS SENHORA DE TODOS OS NOMES



Aradia é na Stregheria a perpetuadora do Culto de Sua Mãe, Diana que é vista como a Rainha do Céu e da Terra, Senhora da Magia e a Deusa que criou o mundo.Em algumas vertentes da bruxaria italiana o culto triplicie se marca na Familia:

Na Mãe vista como a criadora do mundo e Deusa primordial, o pai que é seu irmão Dianus Lucifero ou simplismente Lucifer (Portador da Luz) que era o Deus da Beleza força e conhecimento e por fim, vem a Filha, Arádia. Enquando Diana personifica a lua, a escuridão e o feminino, Dianus personifica o sol, luz e o masculino. Arádia nasce como o equilíbrio destas duas polaridades, mas ainda assim na forma feminina, como a Deidade Primordial que era Diana. Arádia, antes de tudo, é o Sangue, a tradição gerada da união de seus pais. Dentro da Stregheria, o papel de Arádia é instruir, ensinar, e fazer a velha religião florescer, ou seja, perpetuar o culto, a tradição, o "Sangue dos Deuses". 

De Diana, ela traz a maternidade e a sabedoria; de Dianus, ela carrega a força e o conhecimento. Como descendente de Diana e Dianus, ela é a representação da própria ancestralidade, a importância de cultuar aqueles que vieram antes de você. Ela é a Filha - e portanto nossa Irmã - que vem ensinar a Antiga Tradição.

http://1.bp.blogspot.com/-uYSIkhq8c3Y/TWP31PlvEdI/AAAAAAAAAR0/ATm8aSHqDPI/s1600/africa-face.jpg

Ela viveu nos montes de Alban e florestas perto do lago Nemi, na Itália, junto aos escravos que haviam se libertado de seus senhores. Ali ela ensinou-lhes a Antiga Religião e pregava o amor pela liberdade. Sua forte presença e suas palavras cheias de amor, trouxe esperança para os camponeses que eram explorados pelos senhores feudais. Desta fora ela aumentou-lhes a auto-estima, deu-lhes o devido valor e ensinou-lhes a terem respeito por si próprios. Aradia colocou-os em harmonia com a natureza através de seus ritos sazonais e rituais da Lua Cheia. A Igreja Católica a perseguiu como "Rainha das Bruxas" e colocou-a na prisão. Lá foi torturada e sentenciada à morte. No dia da execução, não foi encontrada em sua cela. Tinha escapado milagrosamente e voltou a ensinar sua religião ao povo. Quando presa novamente pelos soldados, falou ao padre:

-"Você só traz a punição para àqueles que se livraram da Igreja e da escravidão. Estes símbolos e roupa de autoridade que veste, só servem para esconder a nudez que nos faz iguais. Você diz que serve a um deus, mas você serve somente a seus próprios medos e limitações". Acabou presa desta vez, por heresia e traição. Sentenciada novamente à morte, outra vez escapou, retornando às montanhas, junto aos seus, onde fez uma revisão em seus ensinamentos.Um dia comunicou a todos que partiria para o Leste. Entregou-lhes uns escritos que tinham por título:"A Carga da Deusa", onde descrevia minuciosamente todos os rituais. Antes de partir, instruiu seus seguidores para recordá-la compartilhando vinho e bolos nos cerimoniais sagrados. Prometeu, que todo aquele que clamasse por Diana, sua mãe, e por ela, receberiam muitas graças e seriam abençoados. 



Pelas tradições orais referentes a Arádia, com base na Antiga religião da Itália, sabe-se que Ela viveu e ensinou durante a última metade do século XIV. O inquisidor italiano Bernardo Rategno documentou em seu Tractatus di Strigibus (escrito em 1508 d.C.) que uma "rápida expansão" da "seita das Bruxas" tinha começado 150 anos antes de sua época. Ratgeno estudou muitas transcrições referentes à Bruxaria nos julgamentos da Inquisição e pesquisando através dos anos, ressaltou o começo dos julgamentos de Bruxas, notando um rápido aumento deles por um período de ano. Seguindo um detalhado estudo desses registros (mantidos nos Arquivos da Inquisição em Como, Itália), Ratgeno fixou a época deste reflorescimento das Bruxas por volta de 1358, a última metada do século XIV.

No séc. XIV, Aradia ensinou que os poderes "tradicionais" de uma Bruxa pertenceriam àqueles que seguissem a Velha Religião. Ela os chamou de Dons, porque ela colocava que são apenas "um adicional" aos poderes de uma verdadeira bruxa, e não a razão pela qual alguém deveria se tornar uma bruxa.


Seu símbolo, após sua partida era, e ainda é, a Chama Sagrada que é acesa no meio do altar. Ela é o fogo perene de seus ensinamentos e de nossa ligação com o Espírito do Caminho Antigo. 

Seus discípulos também foram perseguidos e muitos mortos e acredita-se que os pergaminhos, nos quais seus ensinamentos foram registrados, trancados no Vaticano. Alguns documentos históricos indicam a passagem de uma mulher peregrina pelo norte da Itália e indicam que talvez ela tenha passado seus últimos anos na Romênia.

Os ensinamentos de Aradia têm um cunho de simples entendimento e observação completa da Natureza. Ela fala sobre a Deusa Diana e o Deus Dianus ou Lúcifer; discorre como a Natureza é a maior de todas as professoras; deixa para os camponeses o valor e a importância do casamento baseado no amor e no respeito; sobre a força da sexualidade e sua magia; ela deixa um alerta sobre os cristãos, um cuidado que deveria ser tomado naquele momento de perseguição; e deixa um elenco de 13 "conselhos", que são conhecidos como "Covenant of Aradia": visando a convivência harmoniosa entre todos os seres da Criação.



Aradia é considerada uma "Avatar" feminina; uma Deusa que encarnou na Terra para trazer a liberdade para as classes oprimidas pelo clero e pela nobreza. Sua história foi contada de geração em geração pelos Clãs e famílias de Streghe. Parte de sua história pode ser encontrada na obra do folclorista Charles G. Leland, Aradia, Il Vangelo delle Streghe Italiane.

Aradia era a doutrinadora da Antiga Religião da Deusa e também a protetora das bruxas. Era uma Deusa intelectualizada com a chama de uma Amazona em seu interior. É uma Deusa associada com a Lua Cheia, apresentando o espírito de uma "Donzela", somada à habilidade e presteza herdada de sua Mãe Diana e também a sabedoria de uma "Anciã".

Aradia é um símbolo para as bruxas atuais. Através de seus ensinamentos nós nos transformamos e nos unimos ao céu, à terra, à lua e ao universo. 



A Carga de Aradia ( Este é um Poema Clássico)

Sempre que precisarem de qualquer coisa, uma vez por mês, quando a lua estiver cheia, então vocês devem se reunir em algum lugar deserto, ou onde haja um bosque, e adorar aquela que é a Rainha de todas as Bruxas. Venham todos juntos dentro de um círculo e segredos que ainda são desconhecidos serão revelados.

E suas mentes devem estar livres, também os seus espíritos, e, como um símbolo de que são realmente livres, vocês devem estar nus em seus ritos. E vocês devem regozijar-se e cantar; tocar música e se divertir à exaustão. Pois essa é a essência do espírito e o conhecimento da alegria.

Sejam fiéis às suas crenças e permaneçam no Caminho, além de todos os obstáculos. Pois sua é a chave para os mistérios e o círculo do renascimento, que abre o caminho para o Útero da Iluminação.

Eu sou o espírito de todas as bruxas e isso é alegria e paz e harmonia. Em vida a Rainha de todas as bruxas revela o conhecimento do Espírito. E da morte a Rainha os entrega à paz e à renovação.

Quando eu tiver partido deste mundo, em minha memória façam bolos de grãos, vinho e mel. Vocês devem fazê-los na forma da Lua e então compartilhar o vinho e os bolos. Pois eu fui enviada a vocês pelos Antigos Espíritos e eu vim para que vocês sejam livres de toda escravidão. Eu sou a filha do Sol e da Lua e, mesmo que eu tenha nascido neste mundo, minha Raça é das Estrelas.

Façam todos oferendas Àquela que é a nossa Mãe. Pois ela é a beleza dos Verdes Bosques e a luz da Lua entre as Estrelas. É o mistério que dá vida e sempre nos chama a nos reunir em Seu nome. Deixe a Sua adoração estar nos caminhos do seu coração, pois todos os atos de amor e prazer são favorecidos pela Deusa.

Mas, para todos que A procuram, saibam que sua busca e desejo não vão recompensá-lo antes que vocês percebam o segredo. Pois, se o que vocês procuram não é achado no seu interior, vocês nunca irão encontrá-lo no exterior. Pois ela está com vocês desde que entraram no Caminho e ela é aquela que os espera no final da sua jornada.



Oração de Aradia 


"Eu sou Aradia
Filha do mar 

E filha do vento 

Filha do Sol
E Filha da Lua
Filha do pôr

E filha do nascer do Sol Filha da noite E Filha das montanhas
E eu cantei a canção do mar
E eu escutei os sinais do vento

E eu aprendi os mistérios secretos do Sol
E eu bebi as lágrimas da Lua
E o sofrimento do Sol que nasce

Eu estive sob a escuridão mais profunda da noite
E eu segurei o poder das montanhas
Por eu ser mais forte que o mar E mais livre que o vento
Eu sou mais brilhante que o Sol

E tenho mais fases que a Lua
Eu sou a esperança do Sol poente
E a paz do Sol nascente

Eu sou mais misteriosa que a noite
E mais antiga que as montanhas
Mais velha que o próprio tempo
Por eu ser Aquela que foi

Aquela que é
E Aquela que será
Eu sou Aradia"



9 comentários:

  1. Lucifer era um nome bem comum entre os Romanos. Significa Portador de Luz e teve inclusive um bispo com esse nome. A inserção de Lucifer nas bíblias foi feito posteriormente, em uma tradução/adaptação do termo "hilel".

    Rubens

    ResponderExcluir
  2. TEXTO MUITO BOM LUZ. VIAJEI AGORA,RS! TB SOU FÃ DE BRUXARIA.

    LARISSA

    ResponderExcluir
  3. belo post,bonitas palavras... bem apropriado para pessoas que gosta de ficar bisbilhotando no bom sentido da palavra sobre bruxaria

    Hanna

    ResponderExcluir
  4. Pq Aradia sempre foi taxada como uma bruxa ruim oq levou a igreja a denomina la como coisa ruim?

    Kátia

    ResponderExcluir
  5. Bom dia gostaria de saber se vcs tem como publicar o evangelho das bruxas?

    Margo

    ResponderExcluir
  6. Oi amada, passando para matar um pouquinho da saudade e, deixar o meu melhor sorriso para você.
    Benção plenas.
    Lua

    ResponderExcluir
  7. Excelente informacao sobre sus dons e que linda e Aradia!
    Un beijo, felzi dia.

    ResponderExcluir
  8. Oi sempre gostei de ocultismo e achei esta filosofia muito bonita e sei que a MULHER e um ser especial que nos homens devemos amar respeitar !! Nos homens nao somos nada a mulher sempre foi e sempre sera um ser supremo . Obrigadu a todas voces BRUXAS pra mim encantadas !!! estou aprendendo muito com voces obrigado !!!

    ResponderExcluir
  9. Os catolicos via a bruxaria como coisa do demonio e fizeram uma imagem do diabo com o mesmo aspecto de nosso deus Cornifero... Podendo assim encriminar nos mais ainda.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...