domingo, 10 de maio de 2015

Quando a Lua Chora



A Lua em sua própria silhueta
Suporta em silêncio
Olhando através de olhos ocos
Não há palavras, somente a Lua chora
Não é a frieza de uma luz suave
Que ela emite a partir de seu aposento frio
São suas lágrimas quentes feitas de problemas
Não é a vastidão de um mundo mágico ao redor
Quando a lua chora às vezes
Não é de um grito de alegria
Que seus primos distantes, as estrelas fazem
É o lamento de um parente mais próximo
Eu me escondi atrás das nuvens
Para ver a lua chorando
Com os olhos molhados lançada sobre a terra ..


FONTE: Lucia MB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...