domingo, 30 de junho de 2013

UMA PAUSA PARA O FUTEBOL - Brasil domina Espanha e é campeão da Copa das Confederações


Nada da posse de bola campeã do mundo, nem tampouco o favoritismo da Fúria nas quatro linhas. Neste domingo (30), o Brasil bateu a Espanha por 3 a 0, em Maracanã lotado e sagrou-se campeão da Copa das Confederações de 2013. Esbanjando disciplina tática e determinação, a canarinho venceu com gols de Fred (duas vezes) e de Neymar. Para além da festa nas arquibancadas e nas ruas do país, a equipe de Felipão impôs sua identidade e força. E confiança necessária para chegar bem ao Mundial de 2014.

De certo desde o apito inicial, era que o Brasil partiria para cima, buscando sufocar a saída de bola espanhola. Assim, poderia encontrar boas jogadas na área adversária. Foi o que aconteceu e, logo no primeiro minuto, o grito do torcedor ecoou no Maracanã. Hulk cruzou na direita, Neymar se livrou da marcação e bola sobrou para Fred, que mandou para as redes sentado no chão. Gol de centroavante, 1 a 0 para a canarinho.

Aos 15 minutos da primeira etapa, o Brasil desmistificava a supremacia da Fúria na posse de bola: 56 % a favor da equipe de Luiz Felipe Scolari. A esquadra espanhola não conseguia distribuir toques em sequência, barrados pela boa marcação dos brasileiros. Nas arquibancadas, gritos de "timinho" para os visitantes, "olés" e muitas vaias aos atuais campeões do mundo. Enquanto isso, o time da casa cheia insistiu em jogadas venenosas, especialmente com Fred, Neymar e Paulinho.

A Espanha aproveitou os raros espaços do esquema defensivo da seleção pentacampeã para chegar ao gol de Júlio César. Durante os primeiros 45 minutos, apenas dois levaram perigo à meta do camisa 12. Iniesta, aos 18, arriscou de fora da área e o goleiro mandou para escanteio. Em jogada articulada por Juan Mata, Pedro recebeu lançamento aos 40 e chutou rasteiro, na saída de Júlio. Quando o gol parecia claro, surgiu David Luiz e afastou a bola.

Em dia de correr atrás da bola, e não de tê-la, os espanhóis somaram lances faltosos e o clima entre as equipes ficou hostil durante alguns momentos. Amarelaram Arbeloa e Sergio Ramos, ambos por faltas sobre atacantes brasileiros. Aos 43, não conseguiram parar o destaque verde-amarelo. Neymar tabelou com Oscar e carimbou um balaço, sem qualquer chance para Iker Casillas: Brasil foi ao intervalo carimbando o possível favoritismo espanhol com um 2 a 0.

O segundo tempo começou com um repeteco. No primeiro minuto, gol da seleção brasileira. Hulk, desta vez pela esquerda, abre para Neymar, que deixou passar, e a bola sobrou para a Fred ampliar o marcador: 3 a 0. Era decretada, ali, uma noite de Espanha desestabilizada em campo. As jogadas de meio campo da Fúria não encontravam rumo e nem no lance mais claro uma finalização era concretizada.

Surgiu a chance de reação europeia no jogo em cobrança de pênalti. Marcelo derrubou Jesus Navas dentro da área, aos 8. Candidato a melhor jogador da Copa das Confederações, Sergio Ramos desperdiçou a cobrança, mandando pelo lado direito de Júlio César. Depois da penalidade, a torcida desembestou a cantar: "é campeão! É campeão". A festa no Maracanã não baixou de volume em um minuto sequer.

Até em lance de expulsão, o público não perdeu a chance de tirar brincadeiras com o adversário. Neymar puxou contra-ataque veloz, numa bela jogada, quando foi derrubado pelo Piqué. Aos 22, o zagueiro do Barcelona levou cartão vermelho pela entrada violenta sobre o companheiro de clube. Imediatamente, a torcida passou a gritar o nome da cantora Shakira, esposa do defensor espanhol.

O Brasil sustentou durante os noventa minutos a disciplina tática, determinação e bom aproveitamento nos contra-ataques. Mas, principalmente, o volume de jogo sobre a Espanha, que não conseguiu se desvencilhar da intensa marcação. Quando chegava a incomodar na área brasileira, Júlio César e David Luiz foram seguros e destaques defensivos.

Aos 34, o atacante Fred - autor de dois gols - foi ovacionado na saída de campo. O artilheiro da Copa das Confederações, ao lado de Fernando Torres, saiu para a entrada de Jô. E teve seu nome gritado por todo o estádio Maracanã. Gratidão pela boa exibição da seleção num dos palcos mais tradicionais da história do futebol. Combustível essencial para a Copa do Mundo 2014, que não tarda a chegar.

FONTE: ESPN

sábado, 29 de junho de 2013

EU SOU FILHA DA DEUSA, SOU FILHA DA TERRA EU SOU PAGÃ EU SOU BRUXA


"A bruxa é um símbolo do poder da transformação e a aceitação, pronto, agora você sabe porque são tão temidas..."

Posso ter defeitos, viver ansiosa e ficar irritada algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deusa a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo… muito prazer sou uma Sacerdotisa, sou uma Bruxa sou filha da Deusa.


A Terra é minha Mãe, o céu é o meu pai.
O sol e a lua são os meus avós, e as estrelas os meus antepassados.
Faço parte desta grande família da Natureza, não mestre dela.
Eu tenho minha própria parte especial e eu procuro tocar essa parte para o melhor.

Não sou cega, então posso guiar outros!
- Se a Deusa me deu pés, foi para caminhar!
- Se a Deusa me deu Alma, foi para lembrar!
- Se a Deusa me deu mente, foi para aprender!
- Se a Deusa me deu Espírito, foi para evoluir!
Eu sou Pagã. Eu celebro a mudança das estações, o girar da Roda do Ano. Eu celebro com cânticos, danças, festas, rituais. Eu celebro cada giro da Roda com práticas espirituais pessoais e tomando parte em festivais comunitários. Samhain, correntemente conhecido como Dia das Bruxas, é um tempo para contemplação do futuro e para prestar homenagem a meus Antepassados e outros amados. Eu trabalho magia por maior liberdade religiosa.


Eu viajo ao Outro em meus sonhos, minhas meditações... Eu vôo com a minha
Consciência através do tempo.
Eu retorno com meu Guardião.
Eu vou entre os mundos por cura, crescimento e transformação.
Percepção psíquica é uma parte natural, não sobrenatural, da minha vida diária.

Se alguém perguntar quem sou,diga que sou a filha da noite, que fala de amor, que fala do vento e se esquece do tempo...
Se alguém perguntar onde vivo, diga que vivo nas brumas que sabe do amor, Que conhece o desejo e Sonha sem pudor...

Não acreditar numa coisa não faz deixar de existir...Os seres encantados, todos eles, existem independentemente da crença das pessoas neles...
Lembre-se das palavras da Deusa...
"Eu não o carreguei no colo, não o impedirei, nem o privarei de ter as mesmas oportunidades que são dadas aos meus outros filhos. Você é livre e não deve ser carregado no colo como um bebê. Se você tiver dentro de si devoção e desejos verdadeiros, todos os obstáculos, serão então, superados!"


A FORÇA DE SER EU MESMA - COMPARTILHANDO

Foto: "Sorrow prepares you for joy. It violently sweeps everything out of your house, so that new joy can find space to enter. It shakes the yellow leaves from the bough of your heart, so that fresh, green leaves can grow in their place. It pulls up the rotten roots, so that new roots hidden beneath have room to grow. Whatever sorrow shakes from your heart, far better things will take their place."

~Rumi~

"Que eu tenha a força de ser eu mesma, sempre... Que eu possa fazer o bem, sem saber o porquê... Que eu nunca pense, que esse alguém irá me retribuir... Que eu possa ver a luz do dia numa montanha cheia de flores...

Que eu possa ouvir passarinhos cantando... Que eu possa ver a imensidão azul do céu... Que eu descubra, brincando, o formato das nuvens... Que eu possa valorizar a alma da criança que existe em mim Que eu possa brincar como uma...

Que ao me levantar, enxergue a “Luz” através do sol Que diga com amor, o bom dia de cada dia Que a minha presença seja sentida, amiga Que eu fale sempre o que sinto, como o aroma de absinto, que é leve e encantador .

Que quando estiver no campo... a luz do luar caia sobre meus cabelos ...

Que meu pranto só seja de alegria...

Que eu sinta o perfume do orvalho sobre a relva das noites frias de inverno...

Que eu possa me agasalhar no coração do meu amor quando sentir frio...

Que eu esteja ao seu lado nos dias alegres de verão...

Que eu possa andar na praia e pegar conchinhas...

Que a grandeza do mar seja a energia que recarrega minh´alma...

Que a minha existência faça diferença...

Que minhas palavras sejam amáveis e doces e lembrem os brancos cafezais...

Que sejam ouvidas de forma leve, suave, sublime, como anjos cantando...

Que eu possa fazer da minha luz o candeeiro de outros...

Que eu saiba ser sozinha, mesmo na multidão...

Que eu possa andar descalça, de pés no chão...

Que eu sinta o calor e frescor da terra molhada com cheiro de chuva...

Que eu possa entender o amor dos que não sabem demonstrar o amor que sentem...

Que eu saiba ser desapegada do amor dos que não sabem amar...

Que eu possa entender que nem todos podem me amar...

Mas que eu ame a todos, sem distinção, com toda a força e luz do amor que existe em mim."

sexta-feira, 28 de junho de 2013

As duas faces da inveja.


Aqueles que são invejados entristecem-se com o rancor que sentem à sua volta; se são orgulhosos, por receio de algum prejuízo; se generosos, por compaixão dos que invejam. Mas depressa se alegram: se me invejam, isso quer dizer que tenho um valor, dos méritos, das graças; quer dizer que sentem e reconhecem a minha grandeza, o meu triunfo.

A inveja é a sombra obrigatória do gênio e da glória, e os invejosos não passam, de forma odiosa, de admiradores rebeldes e testemunhas involuntárias. Não custa muito perdoar-lhes, quando existe o direito de me comprazer e desprezá-los. Posso mesmo estar-lhes, com frequência, gratos pelo facto de o veneno da inveja ser, para os indolentes, um vinho generoso que confere novo vigor para novas obras e novas conquistas. 

A melhor vingança contra aqueles que me pretendem rebaixar consiste em ensaiar um voo para um cume mais elevado. E talvez não subisse tanto sem o impulso de quem me queria por terra.

O indivíduo verdadeiramente sagaz faz mais: serve-se da própria difamação para retocar melhor o seu retrato e suprimir as sombras que lhe afetam a luz.

O invejoso torna-se, sem querer, o colaborador da sua perfeição

Giovanni Papini, in 'Relatório Sobre os Homens'
Das fraquezas humanas talvez a inveja seja a mais sórdida.Invejar o outro é reconhecer-se inferior.Não há como se proteger de um olhar invejoso, que constrange profundamente quem é alvo dele.Segunda face da inveja? Não. Ela tem uma só: rancor.

FONTE: GOOGLE

terça-feira, 25 de junho de 2013

Bruxas, Sacerdotisas ...


Somos nós que estamos voltando à Deusa, pois Ela sempre esteve ao nosso lado, apenas oculta na bruma do esquecimento e velada pela nossa falta de compreensão e conexão com seu eterno amor e poder.

As Sacerdotisas que tem uma ligação verdadeiramente com sua Deusa Interior, que estão ligadas profundamente com sua sabedoria inata possuem uma ligação psíquica entre si. Elas são o que chamamos de Mulheres de Sabedoria ou Sacerdotisas da Mãe.

Elas são as Guardiãs natas do Mistério da Mãe, da Doadora da Vida, elas compreendem a Deusa como deidade primal (sob suas várias formas) e originaria como fonte de revelação e sabedoria.
A Sacerdotisa é senhora dos Mistérios, seu símbolo é a lua.


A arte é uma religião de amor e alegria. Ela não é sombria como algumas religiões com suas ideias de "pecado original", com a salvação e a felicidade possíveis apenas após a morte. Os primeiros povos viviam de mãos dadas com a natureza mediante a necessidade. Eles eram uma parte da natureza, não separados dela. Os homens e mulheres modernos perderam muito desta proximidade, se não toda ela. Mas não para as Bruxas!!!!!! Mesmo hoje, neste mundo sofisticado, a Religião Antiga mantém suas ligações com a Mãe Natureza.

As Sacerdotisas estão aqui com seus mantos, palavras e sabedoria; trazendo a cura, o discernimento e a trilha de caminhos ancestrais.


As Sacerdotisas estão aqui envolvidas por suas egrégoras de serviço e unidas em coração às suas famílias ancestrais e estrelares…

Sim somos bruxas, somos Sacerdotisas, sim nós temos uma ligação, isso não precisa e na verdade não é falado e tão pouco explicado. A verdade é que pouco compreendemos sobre isso, sobre essa conexão mágica e fantástica que temos.


Somos sensíveis as mudanças vibratórias que ocorrem em nosso dia a dia, às vezes achamos que isso é maluquice de nossa cabeça, daí então conversamos com nossas irmãs e então percebemos que nada nos é alheio.

Somos capazes de perceber se uma de nós está bem sem mesmo falar ou encontrar com ela. Não precisamos falar, e muitas vezes nem nos vermos, embora, um olhar entre nós possa desvendar os segredos mais profundos de nossa alma, se assim permitirmos.
Somos bruxas,somos Sacerdotisas, irmãs e amigas...

Os Ancestrais que nos deram a vida, de um ventre ao outro, de mão em mão, de sopro em sopro sagrado, no entremear-se das almas através dos milênios sobre esta Terra. Os ancestrais são nossos predecessores e nossas próprias vidas passadas, e estão presentes dentro de nós.

A conexão com nosso passado, com aqueles que vieram antes de nós, nos ajuda a encontrar força e sabedoria para caminhar no futuro. Nós somos os resultado de milhares de pessoas, que viveram, aprenderam, criaram, ensinaram. Eles tornaram possível nossa realidade, errando ou acertando. Eles honravam os que ja passavam por nossa Terra. O que eles fizeram no passado impactam as gerações presentes.

Muitas não conhecemos, porém sempre nos reconhecemos!!!

Tolo é aquele que acha que pode enganar uma Sacerdotisa uma Bruxa! ..................


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Já passei noites chorando até pegar no sono


Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir
tão feliz ao ponto de nem conseguir fechar os olhos... Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram... 
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou. Já tive tanta certeza de mim... ao ponto de querer sumir... Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei
de tanto rir... 
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de
acreditar nas que realmente valiam... Já tive crises de riso quando não podia... 
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse... 
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar... Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo mais feliz... 
Já tive medo do escuro, hoje no escuro “me acho... me agacho... fico ali”... Já caí inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não iria mais cair... 
Já chamei pessoas próximas de “amigo” e descobri que
não eram; algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão
especiais pra mim... 
Não me dêem formulas certas, porque eu não espero acertar
sempre... 
Não me façam ser o que eu não sou, não me convidem a ser igual,
porque eu sinceramente sou diferente... 
Não sei amar pela metade, Não sei viver
de mentiras, Não sei voar com os pés no chão... Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei eu mesma para sempre... 


''EU PAREI DE PROCURAR MONSTROS EMBAIXO DA CAMA,QUANDO DESCOBRI QUE ELES ESTÃO DENTRO DAS PESSOAS" 

(Autor Desconhecido)

quinta-feira, 20 de junho de 2013

DESCRUZE OS BRAÇOS


“O verdadeiro sábio é aquele que não sabe nada.”


Não me leve a mal, mas chega uma idade que você cansa do "temos que fazer e temos que acontecer" e espera por respostas práticas, que REALMENTE resolvam o problema.

Todas as religiões são ramificações da mais antiga de todas as formas de culto e reverencia a Natureza e aos Deuses e Deusas, a Sagrada e Eterna Bruxaria!

As Bruxas e Bruxos não se preocupam e nem temem a morte porque sabem que ela é uma passagem de liberdade e de fim de um ciclo para o início de outro.

Tudo o que os nossos ancestrais conheciam era a fertilidade dos animais e dos humanos; a agricultura ainda não tinha sido desenvolvida. O princípio misterioso da vida vinha da Natureza e conduzia o mundo adiante.

Era um mundo de florestas e montanhas, de caça a animais enormes e mais fortes, da segurança de sua caverna, do calor do fogo recém-descoberto, das estrelas à noite, da fusão dos quatro elementos em suas vidas.


Eles viam a Lua ficar cheia e ficar vazia, em uma eterna dança que se repetia, assim como as mulheres às vezes davam à luz novos membros da tribo, garantindo a sua continuidade.

A Bruxa é como uma semente, que oculta latente em si toda a força, beleza, estatura que deverá alcançar quando liberta dos invólucros que a aprisionam: preconceitos, egoísmo, medos, sentimentos negativos e falta de conhecimento do sistema da Deusa.

A Bruxa é, portanto o sinal da divindade potencial, por isso é imperioso que se discipline um longo processo evolutivo para crescer até a sua plena expressão.As bruxas assumem muitas formas...
Estamos onde menos se espera...
Nossa caminhada começa com os estudos.
Amamos os quatro reinos da natureza (água, fogo, terra e ar) e podemos exercer influência sobre os seres vivos.


As Bruxas e Bruxos são seres que contam o tempo de uma forma diferente, sem desespero sabem esperar a hora certa.

Escutam o soprar do vento ao dar-lhes o recado do mais profundo da terra, sentem as energias e vibrações das pedras e trabalham com elas, unem-se ao fogo da purificação para buscar se aprimorar, nas águas encontram refúgio para trabalhos mais profundos e no éter deleitam-se encontrando a unificação do Deus Pai e da Deusa Mãe em um só ser…

O mal existe sim, mas a escuridão só existe porque a Luz existe, um é o completo do outro para que assim haja o total equilíbrio das energias como YIN e o YANG, dia e a noite, a luz e as trevas, o homem e a mulher, por isso quando forem pensar em Magia não a dividam como Magia Branca ou Magia Negra, porque a única diferença entre uma e a outra não é a cor e sim é a intenção de quem está fazendo e só isso.
A lei mais elevada é agora o ensinamento.
Cuidar bem dos seus atos, palavras e pensamentos.
Muitos seres podem ouvir, e espíritos, saber a maldade que você tanto procura esconder. Então gire a roda do ano; deixe o tempo passar, viva cheia de amor e não deixe o medo imperar.


Essa antiga sabedoria eu transmito e vou além:

“Faça o que quiser, mas não prejudique ninguém”
Tenha cautela igualmente com a segunda lei, pois tudo o que vai volta, isso é o bem sei. A roda continua girando, três vezes vai girar, ninguém pode enganá-la ou dela algo ocultar.

O que realmente quero dizer é que para aprendermos sobre as Artes Sagradas da Magia, precisamos primeiro levantar o “Véu” que está em nossos olhos, retirar todos os dogmas, paradigmas e preconceitos do nosso coração e passarmos a enxergar as coisas por uma percepção diferente, devemos enxergar na Terra e em todos os seres viventes a nós mesmos e em espírito de unicidade trabalhar para a total evolução de todos os seres e assim nós poderemos então começar a entender o que é a Bruxaria!

SELMA - 3FASESDALUA

“Aquelas que recebem os dons da Deusa"


Não sei quem possa tê-la escrito, mas essa oração me tocou. É um pouco longa.

“Aquelas que recebem os dons da Deusa
Devem utilizá-los.
Lustrem os seus dons de manhã
Lustre-os com anseio
Colha-os da trêmula Árvore da Criação
Gentilmente, guarde-os na cesta de seu amoroso esforço
Use-os ou eles deixarão de ser frutos e se tornarão pedras pesadas.
Os frutos da Mãe são suculentos e nutritivos
Ignore-os e eles se tornarão dentes e te morderão.
Estes dons são mais valiosos do que a noite e a manhã
Ignore-os e a noite e a manhã morrerão
A cova de seu conhecimento queima e se transforma nos frutos da Mãe, dentro de você
Saia da cova e você estará perdida
Quando utilizados, os belos dons são abundantes e começam a aumentar
Eles crescem conforme são consumidos
Balance os galhos da Criação
E os dons cairão em seu colo, resplandecentes
Dê as costas e a Árvore murchará
E o vento carregará a semente para longe
Utilize os dons da Senhora, então com grande abandono
Eles se tornarão seu alimento
Eles são os frutos, o florescer na escuridão dos sonhos
Eles são a luz que dissipa o caos
Eles são os frutos da árvore desconhecida mas que está sempre presente
Eles são os frutos que crescem eternamente nos galhos do desconhecido
Trazidos à visão
Eles são mais doces do que a evidência do amor no corpo
Não permita que ninguém dê as coisas enquanto os frutos caírem
Ao contrário, recolha-os
Eles são sua abundância e seu sustento.”
Abençoada seja.

(Tradução: Aphrodisiastes)

terça-feira, 18 de junho de 2013

Papua Nova Guiné revoga lei que previa pena de morte a acusados de Feitiçaria



SYDNEY, Austrália - O Parlamento de Papua Nova Guiné votou pela revogação da Lei de Feitiçaria do país e também pelo restabelecimento do uso da pena de morte em certos casos, para ajudar a conter o aumento da violência contra pessoas acusadas de praticar magia negra.

A violência contra os acusados ​​de feitiçaria é considerada endêmica na nação insular do Pacífico Sul, onde vem aumentando o número de assassinatos públicos, que no ano passado provocou uma revolta internacional e envergonhado o governo do primeiro-ministro Peter O'Neill.

Sr. O'Neill, no mês passado, prometeu revogar a Lei de Feitiçaria de 1971, que criminalizava a prática de magia, e reconheceu essa como defesa em casos de assassinato. A revogação foi aceita, mas só cogitada após a decapitação altamente divulgada de um ex-professor primário por um grupo, cujos membros o acusaram de usar feitiçaria para matar um colega.

De acordo com as alterações aprovadas nesta terça-feira (28), estupro, roubo e assassinato estariam entre os crimes que poderiam agora chamar a sentença de morte. A pena capital na Papua Nova Guiné estava apenas em vigor para casos de traição, pirataria e homicídio premeditado, mas não era aplicada desde 1954. Uma variedade de novos métodos de execução - injeção letal, asfixia, um pelotão de fuzilamento e eletrocussão - foram estipulados como parte do pacote da nova legislação.

"A decisão de restabelecer o uso da pena capital foi difícil, mas em última análise, necessária para combater uma cultura de anarquia e violência no país empobrecido", disse Daniel Korimbao, porta-voz do Sr. O'Neill, em um comunicado.

"Estas são penas muito duras, mas elas refletem a gravidade da natureza dos crimes e da demanda de ação do Parlamento perante a comunidade", disse ele.

Papua Nova Guiné está sob crescente pressão internacional para acabar com o que parece ser uma tendência de violência vigilante contra pessoas acusadas de feitiçaria. Em julho passado, a polícia prendeu 29 membros de uma quadrilha de caça às bruxas que foram assassinar e canibalizar pessoas suspeitas de feitiçaria.

O assassinato, em fevereiro, de Kepari Leniata, uma mulher de 20 anos que foi violentada, torturada, encharcada com gasolina e depois incendiada, causou um clamor internacional. A ONU disse estar profundamente perturbada pelo assassinado, realizado por parentes de um menino de 6 anos de idade, que, segundo eles, havia sido morto por sua feitiçaria.

No início deste mês o Sr. O'Neill pediu desculpas publicamente a população feminina pelos altos índices de violência sexual e doméstica no país, e ele apoiou fazendo crimes como assédio sexual e estupro puníveis de morte.

O grupo de direitos humanos 'Anistia Internacional', que fez uma campanha contra a violência relacionada a feitiçaria em Papua Nova Guiné, elogiou a revogação da Lei de Feitiçaria, mas atacou a reintrodução da pena de morte "Papua Nova Guiné tomou um passo a frente na proteção das mulheres contra a violência, revogando o ato de feitiçaria, mas vários passos de gigante para trás, movendo-se mais perto das execuções", Isabelle Arradon, um porta-voz do grupo, disse em um comunicado.

"A tomada de uma vida - se uma pessoa é decapitada por moradores ou morta pelo Estado - representa uma violação igualmente abominável ​​dos direitos humanos", disse ela.

Fonte: The New York Times

Neblina do Tempo: Religiões tribais.


O homem primitivo, principalmente por proteção, começa a passar mais tempo em grupo. E nesses grupos primitivos começam a surgir "afinidades" que vão manter alguns membros juntos, enquanto que outros vão buscar grupos nos quais se "encaixem". Essas afinidades foram o esboço do que virão a ser as tribos.

Já fazem parte dessas equipes figuras humanas que provavelmente eram consideradas "diferentes" pelos outros membros e que, posteriormente, serão os Xamãs, Pajés, Homens-santos ou sacerdotes das tribos.

Estes são mulheres e/ou homens que não temem os fenômenos da natureza e agem quase que por pura intuição. Geralmente ficam um pouco afastados dos outros membros do grupo, como se fizessem, e ao mesmo tempo, não fizessem parte do grupo, pois procuram observar a natureza para aprender o que ela tem a ensinar.

Quando esses grupos se tornam mais organizados, por assim dizer, a figura do/da sacerdote (sacerdotisa) se torna mais importante e influente, pois passa a fazer previsões sobre uma caçada, sobre o tempo, curar e entrar em contato com os ancestrais da tribo. A religião tribal vai girar toda em torno dessa/desse sacerdotisa/sacerdote, em alguns casos sua palavra é ainda mais procurada do que a do chefe tribal, pois esse também pede conselhos à ele/a.

Assim como cada pessoa é diferente uma da outra, isso também ocorre entre as tribos, religiosidade e também na figura desse líder religioso. Em algumas tribos o conhecimento é passado para um jovem, escolhido por determinadas características, para substituir o sacerdote atual de quem obtém o aprendizado. Em outras o/a jovem recebe um chamado e se isola da tribo por um determinado tempo, e se, quando retorna, tendo passado pelos "testes", já é aceito pela tribo como novo/a sacerdote.

Provavelmente nessa época começaram a surgir a primeiras "artes divinatórias", através da observação do voo das aves, do cair da folhas, de desenhos formados na areia, da maneira como a fumaça se eleva, pegadas (rastros) de animais, posição de pedras, fenômenos naturais, da entranha de animais, possivelmente com pinturas em cavernas, entre várias outras outras formas de divinação que utilizam a natureza (todas essas formas ainda podem ser utilizadas por qualquer um nos dias de hoje).

Alguns elementos oraculares também devem ter surgido na época primitiva, como a utilização de gravetos, ossos, conchas e areia para entrar em contato com o futuro.

Através de estudos atuais sabe-se que vários grupos tribais espalhados pelo mundo fazem uso da utilização de plantas para entrar em transe e, dessa forma, penetrar no mundo espiritual, seja através da mastigação de folhas, raízes, casca ou caule; através da infusão de alguns desses elementos, ou mesmo queimando-os para a inalação ou o fumo.

Apesar do contato com algumas tribos que ainda mantém seus costumes inalterados, não há como precisar quando, como ou porque esses povos começaram a utilizar as ervas para divinação e contato com o mundo espiritual.

Algumas de suas lendas e mitos nos falam que Deuses, animais ou espíritos ensinaram aos homens a usar as plantas para cura, divinação e contato com o mundo espiritual.

Mas, mesmo assim, não há como precisar o inicio dessas utilizações ou como eles sabiam quais plantas usar e a utilidade de cada uma, ou seja, qual servia para divinação, qual era melhor pra curar determinada doença, etc.

Cabe apenas ao sacerdote tribal as artes divinatórias e contato com o mundo espiritual. Quando um/uma jovem da tribo aparenta ter esse tipo de conhecimento ele(a) é levado(a) até o sacerdote que, ou irá transformá-lo/la em aprendiz, após uma observação para saber saber se o/a jovem realmente tem dons, ou se está doente ou possuído/a. Dependendo da cultura tribal, esse jovem será mandado/a para a floresta aonde terá de sobreviver e aprender com os espíritos e animais, depois retornar para a tribo e posteriormente assumir seu lugar como sacerdote/sacerdotisa.

A religião é importante para a manutenção da tribo como um todo, pois a sacerdotisa/sacerdote não é só um curandeiro, conselheiro ou em alguns casos também juiz, é ele que guarda o conhecimento, as histórias e memória da tribo para que os membros não esqueçam quem são e de onde vieram.
fonte: Denis Lefay

Neblina do Tempo: A religião e o início das civilizações.


O homem surgiu no planeta, evoluiu e começou a organizar a sua vida em grupo. A religião de certa forma é responsável por parte dessa organização grupal e pelo seu desenvolvimento. A agricultura foi descoberta e inicialmente mantida e desenvolvida pelas mulheres enquanto os homens estavam caçando. Com ela veio o excedente de produção e o primeiro tipo de comércio, o Escambo feito à base de trocas.

Esse será um dos fatores que irá "forçar" as pessoas a saírem do seu mundo entrando em contato com outros grupos. O contato já havia, mas de uma forma muito mais esporádica. Especula-se de que não eram contatos pacíficos, havendo na maioria das vezes confronto entre os grupos. O comércio vai aos poucos mudar essas relações. Mas, você deve estar se perguntando, o que comércio e religião tem a ver? Qual a relação entre eles e o surgimento das civilizações?

                                                                                     

O sacerdote tribal (usarei esse termo) vai reunir as pessoas ao redor de sua tenda, seja esporadicamente, seja em um momento específico, não há como precisar o momento em que os comerciantes vão perceber essa movimentação em torno da tenda (gruta, caverna, cabana) do sacerdote, dirigindo-se para o mesma onde armaram suas "tendas de comércio" para aproveitar esse fluxo de pessoas e vender suas mercadorias.

A partir de estudos feitos em cima de alguns achados arqueológicos, supõe-se que os comerciantes vão passar a construir suas tendas próximo do local de habitação do sacerdote, pois sabem que a população sempre vai até lá.


Essa "relação" religião-comércio vai atrair aos poucos as pessoas que vão começar a morar mais próximo ao sacerdote e, consequentemente, dos comerciantes. É dessa forma que vão começar a surgir as primeiras grandes aglomerações de pessoas, que irão evoluir para vilarejos, vilas, polis e cidades.

                                                                                                    

São a partir dessas aglomerações que vão se organizar algumas das primeiras civilizações.
Agora, com a civilização, o espaço religioso vai evoluir e vão começar a surgir os primeiros templos. Os comerciantes antes localizados ao redor, agora vão construir suas tendas dentro dos templos. Em algumas culturas essa invasão dos comerciantes dentro do espaço sagrado vai ser combatida e espaços próprios para as tendas de comércio vão ser construídos. Em outras, sagrado e comércio vão começar a funcionar como uma coisa só, principalmente quando começam a surgir comerciantes que vendem artigos "sagrados" dentro dos templos.

As funções e atribuições do sacerdote também vão mudar em algumas civilizações com o passar do tempo. Essas mudanças e o fato do comércio localizado no interior dos templos vão permitir o surgimento do charlatanismo religioso, com falsos sacerdotes e seus truques de mágicas. Vai haver um grande desenvolvimento tecnológico "religioso" por causa desses embusteiros, que vão ganhar dinheiro em cima da crença das pessoas (assunto para o próximo texto). É uma teoria bastante aceita dentro da história que o início das primeiras civilizações tenha se dado dessa forma: religião + comércio + população = cidades/civilização.


Essa não é a regra para o surgimento das primeiras civilizações, mas sim uma das possibilidades, já que se trata de um período que deixou poucos registros para estudos, e nem todos os que foram descobertos foram ou podem ser decifrados. Dessa forma, ainda há pouca informação sobre a época primitiva para se ter certezas de quando ou como aconteceram. Com as primeiras civilizações esse registros aumentam, e é a partir desse momento que entramos em uma nova fase na evolução das religiões.

fonte:  Denis Lefay

Loreena Mckennitt se apresenta pela primeira vez no Brasil em outubro

Loreena Mckennitt vem à América Latina pela primeira vez

A cantora canadense Loreena Mckennitt virá ao Brasil pela primeira vez em outubro. A voz de "The Mummers' Dance" e de canções com influência celta se apresenta em Porto Alegre (Teatro do Sesi) no dia 27 , no Rio de Janeiro (Citibank Hall) no dia 29 e em São Paulo (Credicard Hall) no dia 31.

"Ao longo dos anos, muitas pessoas nos escreveram perguntando quando eu iria para a América Latina – ou contando que viajaram para assistir aos meus shows em outros países", diz Loreena. "Estamos felizes por finalmente conseguirmos vir até elas, perto de suas casas".
Para as apresentações no Rio de Janeiro e São Paulo, haverá pré-venda exclusiva para clientes dos cartões Citi, Credicard e Diners entre os dias 30 de maio e 05 de junho. O público em geral poderá adquirir ingressos para os três shows a partir de 06 de junho. Os ingressos estarão disponíveis nas bilheterias oficiais; pela internet (www.ticketsforfun.com.br); pelo telefone 4003-5588; demais pontos de venda em todo o país.

Nos shows, a cantora divide o palco com sete conceituados músicos, que tocam gaita de fole, cello, hurdy-gurdy, alaúde, guitarra elétrica, percussão, entre outros instrumentos.
Nascida na província de Manitoba, Canadá, seu primeiro álbum, "Elemental", foi lançado em 1985. Desde então, a cantora estabeleceu uma sólida carreira internacional, com 12 CDs e três DVDs lançados.

Serviço
Porto Alegre
Quando: Domingo, 27 de outubro de 2013, às 20h
Onde: Teatro do Sesi - Av. Assis Brasil, 8787
Quanto: de R$ 125 a R$ 550
Central de Vendas Tickets For Fun: 4003-5588
O público em geral poderá adquirir ingressos a partir de 06 de junho de 2013.
Capacidade: 1.790 lugares
Duração: Aproximadamente 1h30
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos. 12 anos e 13 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais). 14 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).
Rio de Janeiro (RJ)
Quando: Terça-feira, 29 de outubro de 2013, às 21h30
Onde: Citibank Hall - Av. Ayrton Senna, 3.000 - Shopping Via Parque - Barra da Tijuca
Quanto: de R$ 100 a R$ 450
Central de Vendas Tickets For Fun: 4003-5588
Capacidade: 2.822 lugares
Duração: Aproximadamente 1h30
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos. 12 anos e 13 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais). 15 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).
- Clientes dos cartões Citi, Credicard e Diners contarão com pré-venda exclusiva entre os dias 30 de maio e 05 de junho de 2013. O público em geral poderá adquirir ingressos a partir de 06 de junho de 2013.

São Paulo (SP)
Quando: Quinta-feira, 31 de outubro de 2013, às 21h30
Onde: Credicard Hall - Av. das Nações Unidas, 17.955 – Santo Amaro
Quanto: de R$ 45 a R$ 600
Central de Vendas Tickets For Fun: 4003-5588
Capacidade: 4.171 lugares
Duração: Aproximadamente 1h30
Classificação etária: Não será permitida a entrada de menores de 12 anos. 12 anos e 13 anos: permitida a entrada (acompanhados dos pais ou responsáveis legais). 14 anos em diante: permitida a entrada (desacompanhados).
- Clientes dos cartões Citi, Credicard e Diners contarão com pré-venda exclusiva entre os dias 30 de maio e 05 de junho de 2013. O público em geral poderá adquirir ingressos a partir de 06 de junho de 2013.
Fonte: Uol Música

segunda-feira, 17 de junho de 2013

ANIVERSÁRIO DO BLOG 3FASESDALUA



Quero agradecer de todo coração a todos que sempre vieram até aqui, deixar o seu carinho.

O importante não é termos na nossa vida dinheiro, e sim pessoas que gostam realmente da gente e vocês demonstraram isto, contribuindo para que o meu dia fosse mais alegre e feliz. Com certeza, vocês completaram a minha felicidade.

Melhor do que ganhar presente no aniversário, é ser lembrados por pessoas que amamos e que aprendemos a gostar.

Melhor ainda, é ser surpreendida por pessoas, que simplesmente lembraram-se de mim, sem exigir absolutamente nada.

A cada aniversário, percebo que nem mesmo o tempo e a distancia física, fazem de mim uma pessoa esquecida. Além da minha família, amigos e colegas de trabalho, tenho você, amigos e amigas virtuais que já são reais em minha vida, verdadeiros presentes da Deusa.

Agradeço por cada palavra, por cada gesto, por cada presente, cada mimo, em fim, a todos que carinhosamente gastaram um tempinho do seu dia.
Quando criamos o blog 3fasesdalua tínhamos o intuito de suprir as necessidades de informações de uma Religião tão antiga quanto a Terra, além de postar sempre boas informações e texto que realmente mostram a realidade do crescimento da minha religião.
Obrigada a todos os velhos e novos amigos que vão sempre estar aqui.
Recebam o meu abraço e um enorme beijo sincero de agradecimento.


domingo, 16 de junho de 2013

A RAINHA DA NOITE...


"Eu sou a Rainha da Noite, por assim dizer, a parte mais sombria do eterno feminino. Desde a origem do universo, que eu elegi o meu reino nas profundezas da Terra. Se tomei o rosto do mal para os teus irmãos é porque eles não podiam compreender o meu grito, o aguilhão do meu sofrimento. Porque desde há muito, muito tempo que o psiquismo do homem impede os raios do sol de penetrar até aqui.

“Para que a grande alquimia seja possível, a Mãe deu-se ao mundo. Ela está presente em todo o lado, em todos os planos da manifestação. A missão do homem, a tua missão, é unir o eterno feminino das profundezas, Àquela que reina nos Céus na sua glória eterna. É tempo que a tua bem-amada reencontre para ti o seu corpo único!

“Sim, tu amas-me belo Cavaleiro. É o meu rosto que assombra as tuas noites. Mas aquela que eu sou agora, não sou eu inteira, e o meu corpo de carne que acorda em ti tamanho desejo no teu não pode estar vestido senão de negro. E este não se assemelha a um vestido de noiva, não te parece?”
(…)

A mulher diz:

- Meu amor, desde há tanto que eu viajo pelo mundo! E hoje enfim inteira encontrei-te! Através de todas as mulheres da Terra eu estive sempre presente e te procurei, Cavaleiro. Eu procurei por todas as vias, de todas as formas possíveis. Eu perdi-me em múltiplos impasses, eu morri incontáveis vezes. Nas que procurei um sentido da vida abri-me, e quase flori. Nas que me dava inteiramente a Deus, encontrei um bálsamo. Mas não estava ainda reunificada, e a Rainha da Noite era prisioneira neste corpo votado à morte: mas desde sempre eu esperava por desfrutar e provar com Adam o fruto da Árvore da Vida.

E se por vezes encontrei caminhos ensolarados, sofri, meu bem-amado. Também eu caí em múltiplas armadilhas, também eu esqueci a Fonte vergada pelo peso do psiquismo.
Ó, como nós nos combatemos, meu amor, como nós nos despedaçamos nessas relações de força incessante! Como nós sofremos de não nos podermos entender!
E na terrível dor desta parte de mim que chorava nas minhas profundezas não conseguia fazer-me compreender e julguei-me esquecida até de Deus. E depois tu vieste, e eu reconheci-te, meu amor. Em ti nascem os primeiros raios do grande Sol que fez estremecer a minha alma há dois mil anos. Tu ainda não o sabias. Em ti um ser novo aspirava à vida, uma mutação começava e sacudia os escombros do velho mundo. Então o Espírito do meu ser veio buscar-te, em Tsaddé e Pe. Em Yehudith eu fui a iniciadora, que tu soubeste reconhecer e aceitar. E no meu corpo o mais secreto, o mais negro, tu me amaste….

Homem nós estamos bem próximos do Castelo do Graal onde resplandece o sangue luz na Taça santa. Nós entraremos nele os dois juntos! (…)

(Excertos traduzidos do francês por RLP)


sábado, 15 de junho de 2013

A QUESTÃO DE SER E NÃO SER


"A questão de ser e não ser...
Sou uma BRUXA, e isso ninguém ira mudar... Minha essência é esta.
Meu perfume é da terra, meus devaneios são reais.
Da água eu nasci, nela cresci e com ela vivo e renasço a cada dia.
Minha força é constante"...



A Espiritualidade da natureza é a minha religião e minha base de vida. Natureza é minha professora espiritual e meu livro sagrado. Eu sou parte da Natureza e a Natureza é parte de mim.
Minha compreensão dos mistérios internos da Natureza cresce enquanto eu viajo neste caminho espiritual.

Bruxa não é uma coisa que se vira, Bruxa é uma coisa que se é, se nasce. Esta na essência.
Ninguém vira bruxa de uma hora pra outra, não dá pra aprender. A magia é que flui sem você perceber...
O reconhecimento do caminho da verdade vem da expansão da consciência e a compreensão de que o verdadeiro poder está dentro de cada praticante e provém do desenvolvimento de seus próprios dons. Inspirados na sabedoria dos povos ancestrais temos, o desafio de resgatar o conhecimento acumulado nas práticas.


Através dos estudos e rituais entramos em estados especiais alcançamos uma experiência divina, acessa-se uma fonte de Sabedoria Superior, podemos curar nosso corpo, nos conhecemos melhor através das visões, expandimos a nossa consciência.

Aprende-se as influências e forças da Terra e como as energias naturais afetam a vida. Tudo na natureza cresce e muda. É um ciclo. Os povos antigos consideravam a viagem circular da Terra ao redor do Sol, uma roda, representando o eterno ciclo de nascimento e desabrochar, crescimento e florescimento, maturidade e frutificação, envelhecimento e decadência, morte e decomposição e novamente renascimento, refletido na vida humana e na natureza.

Podemos sentir a ligação profunda que a natureza tem com a vida, nos tornarmos parte de uma comunidade com a Mãe Natureza, propomos o Vôo da Consciência em busca de novos horizontes, de novas conquistas, de um novo ser, de uma nova vida. O início de uma vida pautada na sabedoria encontrada nas folhas, nos movimentos dos ventos, no poder transformador do fogo, nos bruxos e bruxas ancestrais, na jornada da alma, na missão.

A interação harmônica dos elementos equilibra a Jornada da Nossa Alma, faz girar a Roda da Vida em harmonia.



A Terra é relacionada com o corpo físico e com as sensações.
A Água é relacionada com a alma e com as emoções e sentimentos.
O ar é relacionado com a mente e aos pensamentos e idéias.
O fogo é relacionado com o espírito e associado à consciência, a claridade, a inspiração.

Na minha natureza cultuamos as sagradas tradições como forma de perpetuar as leis que regem o universo, passam de geração para geração a fonte renovadora da sabedoria milenar.

Minha natureza de Bruxa é muito estranha .Temos coração desarmado, sem ódio e preconceitos baratos. Fala com plantas e bichos. Dançamos na chuva e nos alegramos com o sol. Cultuamos a Lua . Falamos de amor com os olhos iluminados como par de lua cheia. Somos pessoas que erramos e reconhecemos, caímos e nos levantamos, com a mesma energia das grandes marés, que vão e voltam em uma harmoniosa cadência natural. 


Apanhamos e assimilamos os golpes, tirando lições dos erros e fazendo redentores suas lágrimas e sofrimentos. Amamos como missão sagrada e distribuímos amor com a mesma serenidade que distribuímos pão. Coragem é sinônimo de vida, seguimos em busca dos nossos sonhos, independente das dificuldades do caminho. Vemos o passado como referencial, o presente como luz e o futuro como meta. Acreditamos no poder do feminino, estamos sempre fazendo da maternidade a nossa maior magia.

A minha natureza é fazer a magia o meu roteiro de vida é fazer dos meus ensinamentos a minha sabedoria.

A minha natureza é viver dentro da natureza da Grande Mãe.


HONESTIDADE - COMPARTILHANDO


NÃO PRECISAMOS SER PERFEITOS, MAS TEMOS QUE SER HONESTOS.
FAZER NOSSO MELHOR DE ACORDO COM NOSSO ENTENDIMENTO E CAPACIDADE.
E AINDA MANTER NOSSOS OLHOS ABERTOS PARA O PRÓXIMO LANCE DA ESCADA.
NUNCA NOS PRESSIONANDO A SUBIR SE AINDA NÃO ESTAMOS PRONTOS,
MAS SEMPRE AGRADECENDO A EXISTÊNCIA DESSE DEGRAU MAIS ALTO.
ESTAR PRONTO QUANDO É HORA DE SUBIR. ISTO É HONESTIDADE.


(DESCONHEÇO O AUTOR)

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Assim é até hoje, do começo ao fim, pois tudo é Ela. - COMPARTILHANDO


     Antiga como o pó que reveste o pé do nômade eu me deixei levar pelo vento em todas as mais diversas direções. E como o grão que cai no olho eu ceguei, para que ao ser lavada o olhar se torna-se finalmente livre daquilo que lhe turvava a vista.

Deitei-me na pedra do altar, como oferenda aqueles que amava, por amor à minha Deusa mas também aos homens que jurei curar. Eu lhes dei minha virgindade, adestrei-me por eles e aprendi o lado aprisionado da Deusa. E esqueci-me de mim mesma, numa amnésia infantil e segura. E então os homens acostumaram-se com minha obediência e servidão, determinados a manipular para sempre esse poder que nunca seria deles.

Foi então que a Roda de Prata tornou a girar, e ao retornar de minha latência a terra
tremeu sobre seus pés. Toda a segurança, o poder, a vida, subjulgados à morte que eu trago em minha fronte. E por isso correram, para algum lugar onde meu olhar furioso, sedenteo de sangue, não lhes pudesse alcançar. Mas a surpresa veio a me assombrar. Ao meu redor aqueles que não fugiram lembravam-se também de sua origem interina, e ansiavam por se tornar aquilo que já eram. Donos de si mesmos.

E então caminhamos juntos, unidos na irmandade do Amor por Aquela que jamias está além, mas sempre em nós. Diante de nós todo um mundo a ser explorado, um mundo que constantemente muda, transforma e cria. As vezes cruel, as vezes feliz, as vezes indiferente, mas sempre belo aos nossos olhos divinos.

Os que correram do olhar mortífero um dia pararam e assentaram vida no que podiam, criando deuses mortos e orgulhos estranhos. Alheios a nossa caminhada. Aguns, em sua correria, olharam para trás, nós sabemos, mas não puderam percorrer o caminho de volta pois havia muito medo a ser depurado.

Nós que caminhamos eternamente um dia cruzaremos suas vidas novamente, quem sabe agora com olhares mais aprazíveis. Ainda assim olharão aos irmãos com inveja indisfarçada, pela coragem de seguir adiante quando tudo que puderam fazer foi escapar. Quanto a mim, me tornei seus Diabos, bode expiatório de sua própria vergonha, externação perfeita de seus desejos mais sádicos e masoquistas. Me tornei suas prostituas e seus vícios, suas fugas.

De todo os caminhos o mais difícil foi aquele que encontrei plena aceitação a mim e
pouca aceitação dos outros a eles mesmos. E para cada cem que correram e feneceram um permaneceu e atingiu sua plenitude, e a Deusa permaneceu viva.

Assim é até hoje, do começo ao fim, pois tudo é Ela.


FONTE:  Gaius Gauré

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Sabiam que a palavra "Amém" é de origem pagã?


Pra quem pensava que amém era um tipo de "enter": Ámen era um deus egípcio também conhecido como Ammon, Amoun, Amun e Amon.

Por registros egípcios é dito que quem for que a pronunciasse com atenção fixa e devoção, à essa pessoa os portões do paraíso seriam abertos, segue-se com; "quem é que aventure-se à ela, pronunciando-a distintivamente e lentamente, sua vida haverá de ser prolongada".

Os hebreus adotaram a palavra que passou a ser usada pelo cristianismo, no entanto era uma petição ao deus Amen, para que fizesse cumprir suas palavras.

E é claro, mostra-se evidência conclusiva pois largamente antecede as escrituras bíblicas com referências ao conceito da palavra.

Além do que, no hebraico antigo a única palavra que suporta tradução ao conceito "que assim seja" é a palavra "amnáo", da qual no idioma judaico é "omná", a que se traduz; "na verdade”,” isto é digno de confiança”, “isto é verdade”, “fiel”, “fidelidade”, “estabilidade" e por mera interpretação livre; "assim seja".

Fonte: Amenhotep Iii Egypt'S Radiant Pharaoh “Arielle P. Kozloff”

domingo, 9 de junho de 2013

O Mago - COMPARTILHANDO


" O verdadeiro Mago é súdito do Amor e parceiro da Natureza. Trabalha com seus elementos como quem pede passagem para algo sagrado...! Sabe que os seus movimentos são observados no seio do invisível. O verdadeiro Mago jamais assalta aos Poderes da Natureza.

Ele a respeita profundamente. Por isso não força a barra, somente age com elegância e educação no trato com o invisível que rodeia os seres vivos. 

O verdadeiro Mago é simples e alegre. Os espiritos da Natureza o adoram! Por onde ele vai, um séquito desses seres o acompanha. Eles gostam de sua aura jovial. Eles sabem que a luz é a sua parceira incondicional. 

Ele sabe que o grande potencial está em si mesmo, pois é um Ser de Luz, é divino e eterno, e carrega o potencial das estrelas no brilho dos seus olhos. 

O verdadeiro Mago é igual a um sol. E por onde ele vai, a grande Magia acontece. O verdadeiro Mago não é alguém que simplesmente pode fazer magia, mas alguém capaz de causar transformações em si e a sua volta!"

fonte; COMPARTILHANDO

sábado, 8 de junho de 2013

Lenda da Lágrima


Contam as lendas que, quando a Criadora concluiu a sua obra, dividiu-a em departamentos e os confiou aos cuidados dos Anjos. Após algum tempo, o Todo Poderoso resolveu fazer uma avaliação da sua criação e convocou os servidores para uma reunião.

O primeiro a falar foi o Anjo das luzes. Postou-se respeitosamente diante do Criador e lhe falou com entusiasmo:

"Senhora, todas as claridades que criastes para a Terra continuam refletindo as bênçãos da sua misericórdia. O Sol ilumina os dias terrenos com os resplendores divinos, vitalizando todas as coisas da natureza e repartindo com elas o seu calor e a sua energia."

A Deusa abençoou o Anjo das luzes, concedendo-lhe a faculdade de multiplicá-las na face do mundo.

Depois foi a vez do Anjo da terra e das águas, que exclamou com alegria:

"Senhora, sobre o mundo que criastes, a terra continua alimentando fartamente todas as criaturas; todos os reinos da natureza retiram dela os tesouros sagrados da vida. E as águas, que parecem constituir o sangue bendito da sua obra terrena, circulam no seio imenso, cantando as suas glórias."

A Criadora agradeceu as palavras do servidor fiel, abençoando-lhe os trabalhos. Em seguida, falou radiante, o Anjo das árvores e das flores.

"Senhora, a missão que concedestes aos vegetais da Terra vem sendo cumprida com sublime dedicação. As árvores oferecem sua sombra, seus frutos e utilidades a todas as criaturas, como braços misericordiosos do vosso amor paternal, estendidos sobre o solo do planeta."

Logo após falou o Anjo dos animais, apresentando a Deusa seu relato sincero.

"Os animais terrestres, Senhora, sabem respeitar as suas leis e acatar a sua vontade. Todos têm a sua missão a cumprir, e alguns se colocam ao lado do homem, para ajudá-lo. As aves enfeitam os ares e alegram a todos com suas melodias admiráveis, louvando a sabedoria do seu Criador."

Deus, jubiloso, abençoou seu mensageiro, derramando-lhe vibrações de agradecimento.

Foi quando, então, chegou a vez do Anjo dos homens. Angustiado e cabisbaixo, provocando a admiração dos demais, exclamou com tristeza:

"Senhora, ai de mim! Enquanto meus companheiros falam da grandeza com que são executados seus decretos na face da Terra, não posso afirmar o mesmo dos homens... Os seres humanos se perdem num labirinto formado por eles mesmos. Dentro do seu livre-arbítrio criam todos os motivos de infelicidade. Inventaram a chamada propriedade sobre os bens que Lhe pertencem inteiramente, e dão curso ao egoísmo e a ambição pelo domínio e pela posse. Esqueceram-se totalmente do seu Criador e vivem se digladiando."

A Deusa, percebendo que o Anjo não conseguia mais falar porque sua voz estava embargada pelas lágrimas, falou docemente: "Essa situação será remediada".

Alçou as mãos generosas e fez nascer, ali mesmo no céu, um curso de águas cristalinas e, enchendo um cântaro com essas pérolas líquidas, entregou-o ao servidor, dizendo:

"Volta à Terra e derrama no coração de meus filhos este líquido celeste a que chamarás água das lágrimas... Seu gosto é amargo, mas tem a propriedade de fazer que os homens me recordem, lembrando-se da minha misericórdia paternal. Se eles sofrem e se desesperam pela posse passageira das coisas da Terra, é porque me esqueceram, esquecendo sua origem divina."

... e desde esse dia o Anjo dos homens derrama na alma atormentada e aflita da humanidade, a água bendita das lágrimas remissoras.

A lenda encerra uma grande verdade: cada criatura humana, no momento dos seus prantos e amarguras, recorda, instintivamente, a Deusa e as alvoradas divinas da vida espiritual.

(FONTE : Livro "Crônicas de além-túmulo", cap. 22)

sexta-feira, 7 de junho de 2013

CARTA ABERTA DE UM BRUXO


Será que lendo isto, vão parar de encher o saco!!!?


Eu sou um Bruxo!

Não cultuo o Demônio; não estou interessado em Satã. Satã foi criado pelos Cristãos. Satanismo é uma forma de Cristianismo. Eu não sou um Cristão. Eu não vou a igreja aos domingos. Jesus não é meu salvador. Ele foi apenas um homem sagrado e que viveu há 2000 anos. Eu não temo ir para o inferno porque acredito no inferno tanto quanto acredito em Satã. Eu acredito em reencarnação; que voltarei para este mundo ou outro e viverei outra vida. Eu não sou mau. Dizer às pessoas que eu sou um "Bruxo bom", ou perguntar se sou um bom Bruxo, implica que há Bruxos do mal. Há pessoas más no mundo e que escolhem usar as forças da natureza com propósito de causar mal aos outros; essas pessoas não são Bruxos.

A principal lei de um Bruxo é "sem a ninguém prejudicar, faça o que desejar." Por favor, não me pergunte sobre sacrifício de gatos ou profanação de igrejas. Eu amo gatos. E eu não vou a igrejas e sinagogas a menos que um amigo de outras religiões me convide para uma ocasião especial. E se eu entrar em uma igreja, um raio não vai cair sobre a minha cabeça. E se um Cristão, Judeu ou um Budista vierem a um ritual pagão, nossos Deuses não os atacarão até a morte. Não é algo para se pensar?



Usar um pentáculo não é diferente de usar uma cruz, crucifixo ou uma estrela de Davi. Se você quer que eu deixe de usar o símbolo de minha religião (e a Religião Antiga é uma religião, protegida pela mesma Primeira Emenda dos Direitos como qualquer outra religião) por que isso é ofensivo, você precisa fazer com que todas as pessoas de todas as religiões façam isso. As cinco pontas da estrela simbolizam os cinco elementos: Terra, Ar, Fogo e Água. E a quinta ponta é o Espírito, circulados pelo mundo. Como isso pode ofender uma pessoa é algo que não dá para entender. Uma imagem de um homem torturado, agonizando é mais ofensiva, e mesmo assim, milhares de pessoas usam crucifixos todos os dias.

Também não me pergunte se faço parte de um Coven com aquele jeito horripilante e com aquela voz sombria. Se eu quiser falar sobre meu Coven, eu irei fazer. Se for um praticante solitário, não tenho Coven para falar a respeito. De qualquer forma, nossos rituais possuem velas, comida, bebida, poesias, dança... sim, há uma faca, mas ela corta somente o ar, e não a carne de alguém.

Eu não bebo sangue. Não sou um tipo de vampiro. Eu visto preto porque isso mantém a negatividade longe e para falar a verdade fica melhor em mim do que rosa choque, laranja e bolinhas púrpura.

Se deseja perguntar algo relacionado a minha religião, pergunte-me quando será a próxima lua cheia. Ou o que é e quando será a próxima lua azul. Pergunte-me sobre ervas, cristais, curas. Ou então me peça para lhe fazer uma poção do amor.

Mas eu não lanço feitiços em outras pessoas e não lançarei um feitiço em você para ficar linda, magra, mais atraente. Eu não vou lançar um feitiço sobre a pessoa que você ama para que ele/ela se apaixone por ti . Acredite-me, você não vai querer isso, não vai querer a lei de causa e efeito que isso envolve, nem eu quero. Isso é uma forma de manipulação, de tirar o poder do outro, infringir a liberdade alheia. Isso não é nada legal!



E também não vou fazer um feitiço para alguém parar de fazer algo contigo. A arte dos feitiços fala sobre a co-criação. Um Bruxo trabalha com energia universal, com os Deuses, colocando a máquina da probabilidade a favor de algo.

Precisa de dinheiro? Não tente enfeitiçar seu chefe a te dar um aumento. Simplesmente peça ao Universo que aumente o fluxo da abundância em sua direção. Isso não afeta o livre arbítrio de ninguém.

Dar-me um livro sobre a Inquisição é como dar um livro sobre o Holocausto a um Judeu. Não é engraçado, é rude!

Por favor, não tente me deixar envergonhado com o que faço ou sobre o que sou. Por favor, não tente me converter ou me "salvar". Não atire água benta em mim. Não deixe "santinhos" sobre minha mesa ou pára-brisa. Eu não necessito ser salvo.

Bruxos são orgulhosos sobre o fato de não precisarem recrutar pessoas para a sua religião. Nós simplesmente somos e todos a nossa volta podem ver como pensamos, como agimos e perceber nossa paz interior e só quando uma pessoa pergunta "como faço para me tornar um bruxo(a)?" que apresentamos a ela nossos caminhos.

Eu NUNCA irei deixar uma propaganda religiosa com alguém. Eu não tenho uma. A não ser que você considere esta carta uma propaganda. E eu não estou interessado em convertê-lo. Eu só peço a você que por favor me compreenda. E se não quiser me compreender, apenas me deixe em paz.

Um Bruxo
(autor desconhecido)


sábado, 1 de junho de 2013

A BRUXA E A MULHER

Foto: A carga da Deusa De Outono.

Eu Sou a lua decrescente,

A Deusa que se despede da terra.

Na Primavera, procurei o meu Senhor, e com ele me deitei sob as árvores e as estrelas.

Em Beltane, casei com o meu Senhor,

Debaixo dos primeiros ramos das acácias.

E no verão, Fiz amadurecer as maçãs nos pomares,

E os frutos cresceram redondos e fortes, como a semente no meu ventre.

Aquando da colheita do trigo,

Eu abati o meu Senhor para que, pela sua morte, o nosso povo possa ser alimentado.

E atualmente, em Outono, desço para o reino de baixo,

Para residir com o meu Senhor no seu sombrio reino,

Até que a nossa criança nasça.

No Solstício de Inverno, porei ao mundo a criança e reviverei a vossa esperança,

E em Imbolc estarei eu mesma de regresso, para renovar a terra.

Deixo-os mas retornarei para vocês.

Quando virem o meu poder diminuir, e as folhas das árvores cai;

Quando a neve apaga, como a morte, qualquer vestígio de mim sobre a Terra,

Então procurem-me na Lua, e lá nos céus vereis a minha alma,

Elevar-se devagar entre as estrelas.

E neste sombrio período, quando a Lua está coberta pelas sombras,

E que não há nenhum vestígio de mim no Céu ou sobre Terra;

Quando olharem para fora e que as vossas vidas pareçam frias, sombrias e estéreis;

Não permitem que o desespero corroa os vossos corações.

Porque quando estou escondida,

Apenas estou a renovar-me;

Quando declino, preparo-me para retornar.

Recordam a minha promessa e olhem no vosso interior,

Pois lá, encontrará o meu espírito, aguardando aqueles que me procuram;

Porque perto da fonte do vosso ser,

Eu sempre espero por vós.

Tripla eu sou;

Uma em Três;

O meu corpo a Terra, a minha alma a Lua,

E no interior do teu Ser mais profundo,

O espírito eterno,

O meu.

A mulher sonha,
A bruxa faz o sonho acontecer,
A mulher mentaliza,
A bruxa a transforma em realidade,
A mulher desperdiça tempo,
A bruxa recicla,
A mulher vive em busca de Deus,
A bruxa vive sua natureza Divina,
A mulher se vale de autoridade,
A bruxa de malicia,
A mulher destrói sentimentos,
A bruxa faz renascer,
A mulher cria,
A bruxa transforma,
A mulher conquista um homem,
A bruxa encanta e seduz,
A mulher faz o homem ter um momento de prazer,
A bruxa manipula seus sentidos,
A mulher possui o corpo de um homem,
A Bruxa a alma,
A mulher faz um homem se apaixonar,
A bruxa o enlouquece de desejo,
A mulher pode ter varias homens,
Ah! mas só a bruxa os possui!
A mulher é capaz de matar por um grande amor,
Mas só a bruxa é capaz de morrer por ele ‼

FONTE: AUTOR DESCONHECIDO

A MAGIA DAS BRUXAS DA RELIGIÃO ANTIGA

“Nossa liberdade é a natureza, nela não existem muralhas para tirar nossa visão do campo aberto, podemos ter contato com o solo, respirar o verde, sentir a brisa do vento, receber a força dos raios solares, contemplar a Lua, o brilho das estrelas e tudo o mais que ela possa nos oferecer”
(Jordana Aristicth)



Que os mistérios possam ser revelados, para aqueles que são fortes de mente, mas principalmente nobres de coração, pois é no coração espiritual que reside a Senda, que leva a luz e a iniciação.

Quando iniciamos o caminho da Deusa, logo somos apresentados a um preceito de amor e confiança -um antigo juramento inserido no caminho da Velha Arte devido as perseguições inquisitivas do século XII- Mas, além de seu intuito de proteção de clã; amor e confiança é um juramento repleto de significados implícitos que se manifestam ao longo da jornada individual, que acima de tudo denota o ensinamento de que não há completo crescimento fora do conceito comunidade. Quando nos aproximamos cada vez mais e verdadeiramente da fonte primordial e evolutiva que é a Deusa, percebemos que amor e confiança é uma ferramenta que busca esclarecer o outro como ser-divino em processo de ascensão evolutiva.

É conhecimento comum, mesmo entre as massas, que as Bruxas praticam magia. Pode haver idéias distorcidas acerca do tipo de magia praticado, mas a Bruxa é firmemente associada, na cultura popular, às artes mágicas.Até a Deusa negra - aquela que é temida e respeitada por todos os Deuses- possui sua luz fosforescente ; Sua luz é sua capacidade de se ordenar sem cair no caos dos instintos e forças naturais, se não Ela não seria a Mãe negra, mas apenas mais uma escrava de sua própria sombra.



A Religião Antiga é uma religião que engloba magia como um de seus conceitos básicos. Isto não é estranho. Na verdade, é normalmente difícil distinguir onde termina a religião e onde começa a magia, em qualquer fé.

Definir a magia, surpreendentemente esta é uma tarefa dificil. Uma definiçao bem simples mais recente e refinada é:
" A Magia é a projeção das forças naturais para gerar efeitos necessários."

A história das bruxas é rica, antiga, cheia de detalhes preciosos, únicos e mágicos. É a historia pessoal de cada uma, que como uma colcha de retalhos, vai se juntando e tendo um significado poderoso, coletivo e universal, pois tudo está entrelaçado e interligado por uma única palavra: AMOR.

A bruxaria verdadeira é um trabalho de amor, um grande trabalho de amor.

As pessoas precisam se despir de seus medos interiores...
De histórias contadas com o tempo da ignorância!!! Somos guardiães da liberdade...



“O Céu é meu teto; a terra é minha pátria e a liberdade é minha religião.”

Nossos rituais mágicos, tem segredos muito antigos!
Nosso altar é diferente é natural...
Temos força de nossos ancestrais em nossas orações...

Bruxas e Bruxos ,não se submetem a um dogma nem fogem do conhecimento, mesmo em muitos casos guardando a sua última palavra. Se tratando da sua caminhada não se iludem tentando impôr que outros acreditem nisto ou naquilo ou ajam de uma ou de outra forma. Cada um é livre para acreditar no que lhe faz sentido, para adotar as práticas que lhe convenham ou não adotá-las. Cada um é livre para escolher suas próprias crenças, fazer suas próprias escolhas.

Uma Bruxa é alguém que entende a natureza e usufrui dela sem prejudicar ou interferir em seu equilíbrio natural.

Ser Bruxa é acreditar na magia que é a vida, entender que a vida é um milagre que acontece todo dia e ver o mundo e a vida de um jeito que só nós podemos e que outros não vêem.

Bruxa não são apenas pessoas realizando rituais, dançando sob a luz da lua é muito mais que isso.

Eu sou Bruxa por que vejo a vida e o mundo de uma outra forma, a forma como os Celtas viam e entendiam, a forma como só quem acredita na magia pode ver e entender.

Mas magia não é apenas rituais, encantamentos, magia é a vida, é o sol nascendo todo dia, a luz da lua, ver um céu azul que só existe aqui nesse planeta, vivemos num mundo que é um verdadeiro milagre, isso é magia, a força que move o mundo e o universo.

Eu sou uma Bruxa da Religião Antiga e acredito na magia.

Acredito na minha Mentora Viviane.

Acredito no meu Guardião Marcos.

Acredito na Minha Grande Deusa.


FONTE: SELMA - 3 FASES DA LUA


A Magia da Lei de Três.- COMPARTILHANDO




A Lei mais elevada é agora o meu ensinamento.


Cuide bem dos seus atos, palavras e pensamentos.

Muitos seres podem ouvir e espíritos, saber

A maldade que você tanto procura esconder.

Então, gire a roda do ano; deixe o tempo passar,

Viva cheio de amor e não deixe o medo imperar.

Essa antiga sabedoria eu transmito e vou além:

“Faça o que quiser, mas não prejudique ninguém”.

Tenha cautela igualmente com a segunda lei,

Pois tudo o que vai volta, isso é o que bem sei.

A roda continua girando, três vezes vai girar,

Ninguém pode enganá-la ou dela algo ocultar.

Busque a harmonia, o equilíbrio e a auto-estima,

Pois como é embaixo, é assim também em cima.

Deixe brilhar a sua luz interior e que todo mundo a

Veja, se é isso o que você quer, então que assim seja!


Extraído e adaptado de

Se Você Quer Ser uma Bruxa,


FONTE: Edain McCoy


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...